Flamengo avalia cobrar indenização da Seleção por Guerrero

O prejuízo ao clube é perder o jogador pelo menos até o fim de 2017, já que houve suspensão preventiva pela Fifa por 30 dias.

O GLOBO: A linha de defesa inicial para tentar comprovar a inocência de Guerrero da suspeita de doping é de uma possível contaminação por descuido da substância presente apenas na cocaína e no chá de coca. O atleta alegou não ter consumido nenhum dos dois, mas os advogados do jogador investigam se a bebida foi ingerida por engano.

A contaminação teria acontecido quando o jogador estava sob os cuidados da Federação Peruana de Futebol, antes do jogo pelas Eliminatórias contra a Argentina. Lá, o centroavante alegou ter consumido apenas remédios para uma forte gripe, tudo com orientação de médicos.

Paolo GUerrero, jogador da Seleção do Peru - Foto: AFP PHOTO / ERNESTO
Por isso, os advogados Marco Motta e Bichara Neto, contratados para o caso, pediram a contraprova e o resultado analítico da amostra A, a primeira, o que deve sair na próxima semana.

— Estamos aguardando a contraprova e o resultado analítico da amostra A. Ainda estamos investigando. É um metabólito encontrado do chá de coca — disse Bichara, confirmando que Guerrero disse não ter consumido a bebida.

INDENIZAÇÃO EM ANÁLISE

A diretoria do Flamengo ainda adota cautela no drama do suposto doping de Guerrero, mas avalia internamente se cabe pedir indenização à Federação Peruana em caso de confirmação de que o jogador consumiu alguma substância proibida por engano enquanto defendia a seleção de seu país.

O prejuízo ao clube é perder o jogador pelo menos até o fim de 2017, já que houve suspensão preventiva pela Fifa por 30 dias. No período, Guerrero defenderia o Flamengo pelo menos nas semifinais da Copa Sul-Americana e no fim do Brasileiro.

Em princípio, a comprovação do doping também abriria precedente para a diretoria multar o jogador ou até rescindir o contrato sem multa, mas até o momento há total apoio e incentivo para que o caso seja esclarecido.

Com o caso assumido pelo escritório dos especialistas Bichara Neto e Marcos Motta, que normalmente advogam para o clube, a diretoria acompanha o desenrolar dos acontecimentos antes de encaminhar qualquer medida.

A cautela na nota de divulgação do Flamengo, citando a conduta exemplar do jogador, já fez parte de uma estratégia de apoio na tentativa de inocentar Guerrero.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget