Flamengo estipula títulos e orçamento de R$ 750 milhões até 2020

O Flamengo planejou ser campeão de 80% dos Cariocas, 50% dos torneios brasileiros e de até 20% das competições sul-americanas.

ESPN: Em entrevista recente ao portal “UOL”, o gerente de futebol do Flamengo, Mozer, minimizou as críticas à gestão rubro-negra dentro das quatro linhas ao citar o título do Campeonato Carioca. Internamente, porém, a expectativa também era por voos mais altos em 2017, como revelam documentos do clube.

Em planejamento estratégico para o período de 2013 a 2020, revisado justamente neste ano, a gestão do presidente Eduardo Bandeira de Mello definiu como objetivo a ser alcançado “ser o maior e mais vitorioso time de futebol das Américas e um dos 20 maiores clubes de futebol do mundo”.

Guerrero comemorando título pelo Flamengo - Foto: AFP/Yasuyoshi Chiba
Para isso, detalhou o desempenho esperado na disputa dos títulos estaduais, nacionais e continentais a partir desta temporada até 2021. Em cinco anos, a partir de 2017, o Flamengo planejou ser campeão de 80% dos Cariocas, 50% dos torneios brasileiros e de até 20% das competições sul-americanas.

Em números, a meta estadual, por exemplo, é de quatro títulos em cinco Cariocas de 2017 a 2021 – já conquistou um. Já a nacional representa cinco conquistas entre Copa do Brasil ou Brasileiro nos próximos cinco anos, sendo que a equipe já passou em branco em 2017 – conseguiu um vice.

Em relação à ambição continental, a taxa abaixo de 20% apontada no planejamento prevê, ao menos, um título, considerando tanto a Copa Libertadores, quanto a Copa Sul-Americana – esse segundo pode vir em 2017, já que o time segue vivo nas semifinais, em que enfrentará o Junior Barranquilla-COL.

Em outro ponto do documento, disponibilizado no site oficial do clube, o Flamengo divide suas metas em ciclos. De 2013 a 2015, por exemplo, o clube planejava “recuperar credibilidade”; em seguida, até 2017, viriam os “investimentos”, preparando a equipe para o que foi chamado de “ciclo virtuoso”.

Nesse ponto, a gestão rubro-negra coloca como meta, entre 2018 e 2020, “dar o salto de gestão tornando o Flamengo competitivo com os principais clubes internacionais”.

É nas finanças, contudo, que o Flamengo se mostra muito mais perto das metas estabelecidas em seu plano do que no futebol. A receita projetada para 2017, por exemplo, foi de R$ 637 milhões, bem perto dos R$ 632 milhões orçados nesta temporada e objetivo até próximo considerando que o clube arrecadou R$ 509 milhões apenas até setembro.

Já objetivo para 2020 no cofres é de um salto significativo: R$ 760 milhões em receitas, sendo R$ 665 milhões sem considerar venda de atletas - em 2017, por exemplo, R$ 180,7 milhões vem dessa fonte, com os negócios de Vinícius Júnior e do lateral Jorge.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget