Flamengo: Houve vergonha na cara

Um enorme alívio e uma ponta de esperança para a torcida do Flamengo. A conferir, na Sul-Americana…

RENATO MAURÍCIO PRADO: Nem quero entrar em detalhes técnicos. O Corinthians, já campeão, entrou em campo sem vários titulares importantes e de ressaca pela festa. Fato. Mas o que mais me agradou dessa vez foi a postura dos jogadores do Flamengo. Ligadíssimos desde o primeiro minuto, alguns até demais, casos de Rodolpho e Vizeu, que poderiam ter sido expulsos, por uma briga sem sentido, após a cobrança de um escanteio – o zagueiro reclamou da colocação do centroavante na área e trocaram socos e cabeçadas.

O resultado foi uma vitória categórica e importantíssima, não somente para o Brasileiro mas também para as semifinais da Sul-Americana, contra o Junior Barranquilla, na próxima quinta-feira. Se vai conseguir repetir a atuação de hoje, são outros quinhentos. Até porque o adversário é outro, bem mais motivado.

Mancuello e Willian Arão comemorando gol do Flamengo - Foto: Bruna Prado/Getty Images

O recado da torcida, porém, foi claro e, com certeza, fundamental para a mudança de atitude. O time pisou o gramado da Ilha do Urubu sob um forte e merecido coro de “time sem-vergonha”. Ao menos dessa vez, houve vergonha na cara. E, nos primeiros 45 minutos, a atuação do Fla foi primorosa.

O ataque formado por Geuvanio, Vizeu e Mancuello, nem de longe inspirava confiança. Mas foi justamente o argentino quem abriu o placar, com um golaço de placa. Saiu enfileirando os rivais e soltou um balaço no ângulo de Cássio.

O segundo gol veio num pênalti sofrido por Geuvânio (em sua melhor atuação desde que chegou) e convertido por Diego – em tarde exuberante, um autêntico maestro, aquilo que sempre se esperou dele. Ah, se fosse sempre assim.

O terceiro, pra selar de vez a certeza de que o astral era outro, foi marcado por Vizeu, numa arrancada que terminou com um toque bem colocado no canto.

A partir daí, foi só administrar e houve tempo até para a estreia do garoto Lincoln no finalzinho da partida.

Um enorme alívio e uma ponta de esperança para a torcida do Flamengo.

A conferir, na Sul-Americana…

Ah, um último e obrigatório registro. Que goleiraço é o Diego Alves!


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget