"Futebol precisa de jogadores como o Juan", exalta Diego

O camisa 10 do Flamengo, Diego, não poupou elogios ao zagueiro, seu ídolo de muitos anos.

SPORTV: uma noite de virada na base da raça, dois jogadores acabaram saindo do Maracanã como heróis na vitória do Flamengo por 2 a 1 sobre o Junior Barranquilla, pela primeira partida das semifinais da Copa Sul-Americana. O garoto Felipe Vizeu fez o segundo gol, num balaço após assistência de cabeça de Willian Arão. Mas quem abriu o caminho foi o veterano Juan, que, aos 38 anos, marcou o gol de empate, de cabeça, após centro de Trauco. Além de se igualar a Junior Baianom, com 33 gols, como o maior zagueiro-artilheiro do clube, ainda garantiu o resultado na defesa, com grande atuação, O camisa 10 do time, Diego, não poupou elogios ao zagueiro, seu ídolo de muitos anos.

- Sou até suspeito de falar dele. Admirei muito ele, é um dos ídolos que eu tenho no futebol, pela forma como se comporta dentro e fora de campo. O futebol precisa de jogadores como ele, que fazem a diferença. E a impressão que me dá é a que ele vai jogar e vai ser eterno, porque quanto mais o tempo passa, melhor ele fica. Sem dúvida, poder contar com um jogador como ele é um grande privilégio - afirmou diego, no "Troca de Passes" desta quinta.

Juan comemorando gol pelo Flamengo com Diego - Foto: Celso Pupo / Fim de Jogo
Diego também fez questão de elogiar o goleiro Muralha, que entrou no lugar de Diego Alves. O goleiro titular, logo aos 19 minutos, fraturou a clavícula num choque na área, teve de ser substituído e não atuará mais este ano. O camisa 10 pede à torcida, que ficou dividida na hora da entrada do arqueiro reserva, que dê forças ao companheiro de time nesta reta final.

- Sinceramente, admiro extremamente o Muralha. A força que ele tem é algo incrível. Porque você estar constantemente vivendo essa situação de desconfiança e estar tendo que superar isso constantemente, tem que ser muito corajoso, muito forte. E mais uma vez ele provou isso. E acho que a torcida, apesar de tudo, tem consciência de que quanto mais apoiá-lo, melhor para o nosso time. Nós, jogadores, confiamos totalmente nele. Como já disse, é muito ruim perder o Diego Alves a essa altura, mas, por outro lado, nós temos um goleiro também à altura, que está preparado para manter o mesmo nível.

O camisa 10 rubro-negro disse que o Flamengo entrará com força máxima contra o Santos, domingo, pelo Brasileirão, independentemente do pouco tempo de recuperação que restará para o jogo de volta pela Sul-Americana, na próxima quinta, em Barranquilla. A equipe luta para assegurar nas duas frentes uma vaga para disputar a Libertadores do ano que vem.

- Sem dúvida nenhuma. Não podemos nos dar o luxo de direcionar para uma ou outra competição. Nossa obrigação é vencer, independente do campeonato. Acabamos de falar sobre isso no vestiário, então agora é preparar, descansar, é uma sequência dura que nós temos que agora vencer.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget