Guererro é a principal fonte de gols em casa do Flamengo

O ótimo desempenho em casa do Flamengo se deve também à boa temporada do meia Diego, décimo maior poder ofensivo entre os mandantes.

GLOBO ESPORTE: Não é só por empatia que a torcida do Flamengo clama pela presença de Paolo Guerrero. Quando considerados apenas os jogos em casa, o atacante peruano tem maior poder ofensivo entre todos os jogadores da Série A. Tecnicamente, esse é o prejuízo para a equipe carioca nos próximos 30 dias de suspensão preventiva por testar positivo para estimulante no jogo contra a Argentina pelas Eliminatórias da Copa-2018. E pode piorar, caso vire uma suspensão por até quatro anos.

Paolo Guerrero disputou dez jogos como mandante, e 879 minutos em campo foram suficientes para ele marcar seis gols, fazer mais cinco finalizações difíceis, dar três assistências para gol, quatro assistências para finalizações difíceis e mais três assistências indiretas. O Flamengo é o quinto melhor mandante do Brasileirão-2017 após 31 rodadas, com oito vitórias, seis empates e apenas duas derrotas em 16 jogos. O desempenho do atleta e do clube despencam fora de casa, mas essa é outra questão.

O ótimo desempenho em casa do Flamengo se deve também à boa temporada do meia Diego, décimo maior poder ofensivo entre os mandantes.

O segundo maior poder ofensivo caseiro do Brasileirão é do atacante Roger, do Botafogo, que em dez jogos (852 minutos) também conseguiu seis gols e cinco finalizações difíceis, e só não alcançou a liderança porque o peruano é mais solidário: Roger perde nos três quesitos de assistência. O atacante do Botafogo está fora do Brasileirão desde a rodada 26 porque precisou passar por uma cirurgia devido a um tumor (benigno) no rim direito.

Às vésperas de um dos maiores clássicos do Brasil, o corintiano Jô e o palmeirense Borja aparecem na terceira e na quarta colocações, respectivamente. Jô é o atacante que mais gols fez em casa entre os primeiros colocados em poder ofensivo, dez, mas além de ter menos assitências para gol (uma) ele jogou muito mais tempo (14 jogos, 1.300 minutos) como mandante e foi flagrado em mais impedimentos (11). O Corinthians tem o segundo melhor desempenho entre os mandantes (9 vitórias, quatro empates e apenas duas derrotas em 15 jogos). Jô jogou quatro partidas a mais em casa na comparação com Guerrero (40%), mas o número de minutos a mais chega quase a 50%. A relação entre desempenho e tempo em campo é fundamental para determinar quem foi melhor.

Do outro lado do campo estará o colombiano Borja, a diferença é que ele será visitante na Arena Corinthians. Seu forte, até aqui, pelo menos, tem sido os jogos como mandante. Foram seis gols e três finalizações difíceis em 727 minutos em campo, 13 jogos. O Palmeiras é o quinto melhor mandante da competição, empatado com o Flamengo (9 vitórias, três empates e quatro derrotas em 16 jogos). Apenas como curiosidade, o Palmeiras é o terceiro melhor visitante do Brasileirão (sete vitórias, três empates e cinco derrotas em 15 jogos).

Critérios

Nos colocamos o desafio de identificar quais, afinal, seriam os atletas que mais dão trabalho às defesas adversárias, e para isso usamos como ponto de partida critérios de pontuação do Cartola FC para gols (8,0 pontos), assistências para gol (5,0 pontos), finalizações defendidas (1,0 ponto) e impedimentos (-0,5 ponto), por estarem consagrados com uma parcela significativa de torcedores.

Mas diferentemente do Cartola FC, que conta ponto para toda finalização defendida ou para fora, ao estabelecer critérios para determinar o poder ofensivo dos atletas, além de gols e assistências para gol, o Espião Estatístico só considerou pontuação para finalizações "difíceis", aquelas que não viraram gol por muito pouco: as que exigiram defesa difícil do goleiro adversário, as salvas próximo à linha do gol por defensores com o goleiro já vencido e as que acertaram a trave. Como limitamos as finalizações defendidas apenas às "difíceis", a pontuação para bola na trave foi diminuída, e cada uma dessas finalizações valeu 1,0 ponto, mesmo as salvas pela defesa, que não valem ponto para o Cartola FC.

Com a valorização das finalizações consideradas "difíceis", as assistências para essas conclusões também passaram a valer (0.6 ponto, respeitando a proporção de pontuação entre gols e assistências para gols).

Criamos ainda a figura da "assistência indireta", uma novidade no Espião Estatístico. Um jogador do time "A" levanta a bola na área, a defesa corta, mas outro jogador do time "A" pega o rebote e consegue um gol ou uma finalização difícil. No Cartola, devido ao desvio da defesa, essa "assistência indireta" não vale ponto, mas para traçar o poder ofensivo dos atletas consideramos 2,0 pontos para uma assistência indireta que virou gol e 0,5 pontos para a assistência indireta que virou uma finalização difícil (que exigiu defesa difícil, foi na trave ou salva próxima à linha do gol com o goleiro vencido). Embora tenham recebido pontuações diferentes, por questão de espaço, nas artes elas aparecem simplesmente como "assistências indiretas". Foram reunidas em um grupo só.

Os mesmos critérios valem para assistências indiretas a partir de uma rebatida de finalização: se o gol foi marcado pelo jogador "X" após o goleiro rebater a finalização do jogador "Y", 8,0 pontos para o jogador "X" e 2,0 pontos para o jogador "Y". Se não saiu gol, mas a finalização foi difícil, 1,0 ponto para o jogador "X" e 0,5 ponto para o "Y".

A participação dos jogadores resultou em uma pontuação (90,20 no caso de Hernanes, maior poder ofensivo do Brasileirão no ranking geral, que soma jogos em casa e fora), que foi dividida pelo número de minutos que ele esteve em campo (1.408 no caso dele no geral). O resultado foi multiplicado por cem para dar um número fácil de ser compreendido (6,41 é o poder ofensivo de Hernanes na soma dos mandos). Para fazer parte da lista, um jogador precisava ter atuado pelo menos 40% do número de minutos do jogador de linha que esteve mais tempo em campo.



Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget