Guerrero perde 'um Brasileirão' de jogos do Flamengo pelo Peru

Foram 37 partidas perdidas por desgaste, viagens e, principalmente, compromissos pela seleção peruana.

ESPORTE INTERATIVO: A seleção peruana voltará a jogar uma Copa do Mundo 36 anos depois e, é claro, os principais protagonistas são os jogadores e o restante do povo andino. Só que, do Brasil, também há quem tenha feito “sacrifícios” pela conquista histórica do país vizinho: o Flamengo. Por conta da convivência nada harmoniosa entre o calendário brasileiro e as datas Fifa, Paolo Guerrero - principal estrela dos bicolores - perdeu praticamente “um campeonato brasileiro” de jogos para defender a própria pátria na saga por um lugar entre os melhores do mundo.

Foto: Divulgação
Desde que o atacante foi anunciado, em 29 de maio de 2015, foram 37 partidas perdidas por desgaste, viagens e, principalmente, compromissos pela seleção peruana. Isso sabendo que o camisa 9 passou o primeiro mês de jogador do Flamengo todo longe do clube, na disputa da Copa América daquele ano. Se a conta começar a partir da data de estreia, em 8 de julho, com vitória sobre o Internacional, o número é 29.

O período corresponde a duas Copas Américas (houve também a edição especial de centenário, em 2016), todas as 18 rodadas das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018 e quatro amistosos internacionais. Guerrero jogou 32 partidas pelo Peru desde que se mudou para o Rio de Janeiro, quase o mesmo número de compromissos que perdeu pelo clube que defende desde 2015.

Culpa brasileira, e não peruana

Guerrero deixava o Flamengo para jogar pela seleção peruana, mas os vizinhos sul-americanos não são os culpados pela lista longa de jogos que o atacante não pôde atuar pelo Rubro-Negro. O problema estava (e está) no calendário do futebol brasileiro, que empilha torneios e não respeita de fato as datas separadas pela Fifa para os jogos internacionais.

A mudança prometida - e não cumprida - sairia justamente em 2015, quando o peruano desembarcou no Rio de Janeiro. A CBF divulgou nova agenda a partir daquela temporada que impedia jogos oficiais que atropelassem datas Fifa. Porém, o resultado foi pouco prático, já que não foi difícil encontrar, neste período, compromissos do Flamengo um dia antes ou após partidas de seleções.

Problema disciplinar mancha conquista

A conta feita por esta reportagem não incluiu os dois jogos da repescagem, contra a Nova Zelândia, nos últimos dias 11 e 16, e o motivo tomou conta dos noticiários no início deste mês. Guerrero foi suspenso preventivamente pela Fifa por 30 dias por testar positivo no exame antidoping para um metabólico da folha de coca, benzoilecgonina.

O camisa 9 não só não atuou na grande decisão pela vaga no Mundial, como está fora de competição até o próximo dia 30, quando será julgado em Zurique, na Suíça. Para o atacante, o final da saga pela Copa não foi perfeito, mas feliz: os peruanos bateram os neozelandeses em casa, nesta madrugada, com direito a homenagem a Guerrero, que teve a camisa e o número 9 lembrados na hora do gol que abriu o placar. Eles viverão, como em 1982, a experiência de jogar o Mundial.



Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget