Julio Brant tenta aproximação do Vasco com Flamengo pelo Maraca

Há a ideia de que seja possível os clubes, juntos, encontrarem uma forma de tornar o estádio lucrativo.

EXTRA GLOBO: O Vasco intercala os deveres imediatos com os planos de futuro. Estes, depois da decisão provisória da Justiça, pertencem a Julio Brant. Mesmo longe de tomar posse, ele e seu grupo já possuem alguns caminhos mais claros para o clube.

Um deles é a aproximação com o Flamengo. O modelo de gestão do rival é tido como exemplo, pela descentralização das decisões, pela valorização dos dirigentes remunerados e pelos bons resultados financeiros. Conversas informais com a diretoria rubro-negra já aconteceram e o Maracanã é uma das pautas que aproximam os arquirrivais. Há a ideia de que seja possível os clubes, juntos, encontrarem uma forma de tornar o estádio lucrativo.

Outra relação que o Vasco tentará estreitar é com o Palmeiras. Julio Brant sonha em trazer para o clube um pouco da relação lucrativa que os paulistas têm com a Crefisa. Edmundo, ídolo nos dois clubes, foi quem fez a ponte entre as partes. Aproveitar jogadores com pouco espaço no Alviverde é visto como boa opção para compor o elenco com boas peças por um custo baixo.

Torcida do Flamengo provocando o Vasco com faixa da Série B - Foto: Nayra Halm
Além disso, ídolos como Pedrinho, Felipe, Mauro Galvão e Edmundo deverão ter alguma participação na gestão, nem que seja como consultores. Outra medida que deverá ser tomada é a renovação no setor ofensivo do elenco. Quem não for visto como bom custo-benefício vai perder espaço no clube.

Cautela para vencer

Não tem mais gordura, nem da boa nem da ruim. O Vasco inicia a rodada de hoje na iminência de entrar na zona de classificação para a Libertadores, mas também ameaçado de perder três posições na tabela do Brasileiro. Mais do que nunca, é preciso quebrar a rotina de empates e conquistar os três pontos.

Caso vença o Furacão, o Vasco poderá ultrapassar Flamengo e Botafogo. Porém, caso perca, correrá o risco de ser ultrapassado por Bahia, Chapecoense e Atlético Mineiro.

Para o jogo na Arena da Baixada, o técnico Zé Ricardo pode promover o retorno do volante Jean à equipe titular, na vaga de Evander. A mudança visaria reforçar a marcação no meio de campo para conter o volume de jogo do Atlético Paranaense em casa. O time está a dois pontos dos 47 considerados necessários para garantir a permanência na Série A.

- Não esperamos facilidade, mas o jogo que fizemos contra o Santos dá otimismo de que podemos vencer fora - frisou Zé Ricardo.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget