Júnior diz que Flamengo precisa de jogador "operário"

Júnior destacou o paraguaio Ángel Romero como um exemplo ao Flamengo de jogador que atua com vontade e se doa pelo time.

UOL ESPORTE VÊ TV: Participando nesta quinta-feira (16) do programa Troca de Passes, do SporTV, o ex-craque do Flamengo, Junior, comentarista do Grupo Globo, apontou falta de garra dos jogadores rubro-negros na derrota  para o Coritiba, por 1 a 0, pela 35ª rodada do Brasileirão.

“O que eu vejo é o seguinte: são várias partidas aonde a gente não vê uma vontade além daquilo, parece que joga por uma formalidade. Aquela história que aprendi lá atrás nos anos 70: no Flamengo você não pode economizar uma gota de suor, porque pode se arrepender mais pra frente, e eu vejo que em algumas situações isso não vem acontecendo”, criticou.

Foto: Reprodução
“Têm momentos que não vale a pena dar uma puxada de orelha, porque o cara está precisando muito mais de um carinho do que qualquer outra coisa, e tem uma hora que tem que entrar de sola, mesmo, até com palavrão, para poder colocar as coisas no lugar”, cobrou o analista.

E fez um alerta: “A AeroFla, se não for para a Libertadores, vai virar o TerrorFla, e muitos jogadores não têm nem a noção nem a dimensão do que é exatamente quando os objetivos não são alcançados.”

Ao falar sobre o campeão brasileiro Corinthians, Júnior destacou o paraguaio Ángel Romero como um exemplo ao Flamengo de jogador que atua com vontade e se doa pelo time.

“É esse que não economiza suor. Você não constrói edifício só com engenheiro nem arquiteto, precisa de operário”, enfatizou.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget