Kleber Leite destaca raça, mas critica atuação do Flamengo

De qualquer forma, apesar dos equívocos flagrantes, vamos pra cima deles no sopro mágico da vitória.

KLEBER LEITE: 1 – Torcedor

Vi o jogo num ambiente de pura emoção, cercado por rubro-negros como eu, em que muito mais importante do que a exibição, o plano tático, o mérito, é a vitória.

Dentro desta ótica e, não há como negar que, pelo menos metade de nós é assim, a vitória foi o céu, meio que renascer das cinzas.

Esta é a mística do Flamengo e, como dizia o genial “Rubro-Nense” Nelson Rodrigues, “até cabo de vassoura joga bola envergando o Manto Sagrado”.

Felipe Vizeu em Flamengo x Junior Barranquilla - Foto: Gilvan de Souza
E é isto mesmo. Já ganhamos com times medíocres, e já conquistamos vitórias que ninguém acreditava serem possíveis. Esta é a forma como o torcedor do Flamengo saiu do Maracanã.

Viu tudo dando errado. Goleiro contundido, e gol do Junior Barranquilla.

Depois, na raça, a virada. E, como o rubro-negro é um otimista de carteirinha, o pensamento é um só: agora, basta um empatezinho…

Vamos comemorar!!!

2 – O Crítico Rubro-Negro

Um primeiro tempo de doer. O time entrou meio capenga. Uma zaga que vinha de inatividade, um meio lento e pouco criativo, laterais sem inspiração e, um ataque que não agride e, pior, sem velocidade.

Assim foi o primeiro tempo, contra um time muito bem arrumado e disciplinado. Um time que não rifa a bola e, quando contra-ataca, leva sufoco.

Inexplicavelmente, o Flamengo voltou para o segundo tempo com o mesmo time. Ridículo!!! Esperar, pra que? Esperar, o que?

Aí, Rueda é acordado e coloca Vinícius Júnior. Comentei com o meu afilhado Roger que confiança é quase tudo em futebol e, este pouco aproveitamento está influindo no rendimento do nosso garoto. De repente, Vinícius desconfiou que Rueda não confia nele. Render bem, como? Vinícius é um ser humano…

Aliás, não consigo entender como um time pode não ter, pelo menos, um atacante veloz.

Na base da raça, na manivela da galera, e no sopro de São Judas Tadeu, Juan e Vizeu viraram o jogo. Ante o panorama que se avizinhava, o Céu…

Agora é ir para o segundo jogo, onde um empate resolve, embora o gol sofrido aqui tenha dado uma ponta de esperança para o time colombiano.

Uma quinta que vem para matar do coração e, ainda tem o Santos no domingo.

De qualquer forma, apesar dos equívocos flagrantes, vamos pra cima deles no sopro mágico da vitória.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget