Na raça! Torcida empurra e Flamengo vence Barranquilla de virada

No fim das contas, o 2 a 1 ficou de bom tamanho para o Rubro-Negro, que não fazia um bom jogo.

LANCE: Mesmo sem uma grande apresentação, o Flamengo venceu o Junior Barranquilla (COL), por 2 a 1, de virada, na noite desta quinta-feira, no Maracanã. O Rubro-Negro jogou mal em vários momentos da partida, quase sofreu o segundo gol quando ainda era derrotado, porém conseguiu reagir e abriu vantagem na semifinal da Copa Sul-Americana. O jogo de volta será na próxima quinta-feira, na Colômbia.

O jogo começou aberto, com chances para ambos os lados. Mancuello tirou um grito de gol da garganta de muita gente num chute perigoso aos 11, mas a bola bateu no lado de fora da rede.

Crédito: Thiago Ribeiro/ Agif/Gazeta Press
O Barranquilla mostrou que não era bobo e quase abriu o placar num vacilo da defesa rubro-negra. Atento, Diego Alves saiu rapidamente do gol e se chocou com González. Pareceu pênalti, mas o árbitro mandou o jogo seguir. O camisa 24 do Fla evitou o gol, mas levou a pior na jogada e teve de ser substituído.

Num primeiro momento, a torcida lamentou a entrada de Muralha, mas apoiou logo em seguida a pedido do técnico Reinaldo Rueda. Com menos de um minuto em campo, ainda frio, o substituto de Diego Alves viu o Barranquilla abriu o placar. Gutiérrez fez boa jogada na ponta esquerda e chutou cruzado. O goleiro não conseguiu cortar, e Teo Gutiérrez completou para o gol vazio.

Vizeu desperdiçou a grande chance do Flamengo no primeiro tempo ao receber uma bola na cabeça em cruzamento perfeito de Everton Ribeiro. O Barranquilla tentou o segundo numa jogada de velocidade Chará, que chutou em cima de Muralha. Os donos da casa tiveram dificuldades para criar jogadas de perigo nos minutos finais do primeiro tempo e ouviram vaias e pedidos de "raça".

REAÇÃO RUBRO-NEGRA
O segundo tempo também começou movimentado. Mancuello perdeu uma boa chance, sozinho, de cabeça. Já o Barranquilla desperdiçou uma oportunidade com González. Depois, Díaz vacilou feio na cara do gol num belo contra-ataque dos visitantes.

Mesmo sem criatividade e jogando mal, o Flamengo chegou muito perto de empatar aos 22. Réver subiu no terceiro andar numa cobrança de escanteio e cabeceou firme, mas o goleiro Viera buscou a bola no cantinho.

Aos 30, enfim, o Flamengo empatou. Juan mandou para o fundo do gol, de cabeça, após cobrança de escanteio de Trauco. O Maracanã foi ao delírio em apoio ao Rubro-Negro, mas o Barranquilla estava vivo. Diáz deu trabalho a Muralha em dois chutes, mas não conseguiu deixar o dele.

Na base da raça, o Flamengo conseguiu a virada aos 36. Trauco cruzou para a área, Arão cabeceou para trás e Vizeu acertou um belo chute, de primeira, sem chance para Viera, que nem viu a cor da bola. No fim das contas, o 2 a 1 ficou de bom tamanho para o Rubro-Negro, que não fazia um bom jogo.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget