"O que importa é que jogamos com raça", diz volante do Flamengo

Diego destacou a dificuldade nos jogos entre equipes cariocas, principalmente os eliminatórios.

UOL: O meia Diego não poupou elogios ao elenco do Flamengo que buscou o empate em 3 a 3 e a classificação à semifinal da Copa Sul-americana após estar perdendo por 3 a 1 no Maracanã, contra o Fluminense.

"Sem dúvidas, fomos buscar. Nosso retrospecto em clássicos é impressionante. São jogos muito difíceis", disse o camisa 10, autor do primeiro gol da partida, em entrevista ao Sportv.

Willian Arão vibrando com gol pelo Flamengo contra o Fluminense - Foto: Divulgação

Diego destacou a dificuldade nos jogos entre equipes cariocas, principalmente os eliminatórios.

"Colocamos à prova todos os fatores de dificuldade e respondemos bem em todos hoje". Na temporada, o Flamengo disputou 18 clássicos entre Copa do Brasil, Copa Sul-americana, Campeonato Brasileiro e Campeonato Carioca. São 8 vitórias, 9 empates e apenas uma derrota na temporada.

Arão afasta pressão

Questionado sobre a pressão em caso de eliminação, o volante William Arão assentiu que seria ruim, mas preferiu falar da vaga.

"O que importa é que jogamos com raça e não desistimos. Pressão a gente tem todo jogo, claro que a eliminação seria complicada. O que importa é que pude ajudar a minha equipe com o gol", disse.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget