Rival do Flamengo, Barranquilla vence jogo marcado por violência

O Junior Barranquilla entrou em campo com o trio de arbitragem, mas o Deportivo Pasto não apareceu.

ESPN: O duelo entre o Atlético Junior e o Deportivo Pasto, válido pela 20ª rodada do Campeonato Colombiano, não aconteceu no último sábado em Barranquilla após a equipe visitante sofrer agressões quando estava a caminho do estádio.

De acordo com os relatos, o ônibus que levava a delegação do Pasto sofreu um ataque a 14 quilômetros do Metropolitano Roberto Meléndez, resultando em três feridos, o jogador Carlos Giraldo e dois integrantes da comissão técnica.

Reprodução - Twitter
Com isso, a Dimayor - responsável por organizar a Liga Aguilla - anunciou que a partida fora transferida para domingo, 9h no horário local (12h de Brasília). 

"O que acontece dentro do estádio é responsabilidade da equipe local, o que acontece das portas para fora é responsabilidade da polícia", resumiu o presidente da liga, Jorge Perdomo, explicando por que não adiou por mais dias o jogo.

O Deportivo Pasto, porém, não gostou da atitude da organizadora do campeonato e horas antes de o jogo começar anunciou via Twitter que não a equipe não entraria em campo.

"As razões pelas quais tomamos esta determinação foram que nunca nos levaram em conta para tomar tal decisão, além de que se desconhecia que três integrantes de nossa equipe, entre eles nosso capitão Carlos Giraldo, estavam internados em uma clínica da cidade, e só à meia-noite lhe deram alta. Oficialmente os médicos da clínica lhe deram incapacidade de dois dias a nosso capitão Carlos Giradl e ao professor Pedro Alzate (assistente técnico) e quatro dias a nosso fisioterapeuta Cristian Tobar", escreveu o clube.

"Além disso, o time teve que chegar desde Pasto no mesmo dia do jogo, estando mais de sete horas sem ter o descanso obrigatório que necessita um jogador de alto rendimento prévio a uma partida profissional. Nunca se levou em conta os danos e prejuízos psicológicos que estão vivendo três integrantes da equipe e do resto dos jogadores e comissão técnica, que se viram afetados pelo ocorrido".

"Por isso, solicitamos que horário do jogo seja em horas da tarde do dia 19 de novembro, domingo, para ter as garantias mínimas e necessárias da recuperação física e psicológica dos jogadores e da comissão técnica", continua o Pasto.

A situação, realmente, levava a crer que os visitantes não entrariam em campo: sem torcida no estádio, o Junior Barranquilla entrou em campo com o trio de arbitragem, mas o Deportivo Pasto não apareceu. Quando o atraso já era produzido, os jogadores subiram para o gramado, pressionados pela Dimayor.

A imprensa colombiana fala em ameaça de desfiliação para fazer com que o time visitante entrasse em campo.

No final, vitória por 1 a 0 para o Junior Barranquilla, gol de falta de Sebastian Viera, e o capitão do Pasto, Carlos Giraldo, atuou os 90 minutos. Líder do primeiro turno do Colombiano, o Atlético Junior agora foca na Copa Sul-Americana: enfrentará o Flamengo no Rio de Janeiro pela ida da semifinal na próxima quinta-feira.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget