Rueda tira ranço, afasta perebas e ganha a torcida do Flamengo

Em vez de contestados, o treinador apostou nos Garotos do Ninho.

EXTRA GLOBO: Treinadores convictos levam a campo os jogadores em quem confiam, independentemente da preferência da torcida. Não seria diferente com Reinaldo Rueda. Mas, mesmo que tenha seguido unicamene o seu instinto, o colombiano acabou por agradar a milhões de rubro-negros ao "romper" com nomes poucos queridos no Fla-Flu que definiu a classificação do Flamengo à semifinal da Copa Sul-Americana.

No duelo com o Fluminense, Márcio Araújo e Gabriel, há muito tempo contestados, sequer foram relacionados ao banco de reservas. O primeiro, titular durante toda a jornada de Zé Ricardo à frente do rubro-negro, foi para o banco com a chegada de Rueda. Mas até o colombiano usou diversas vezes o camisa 8 — foi assim há uma semana, quando substituiu Everton no Fla-Flu de ida.

Rueda falando com Vizeu no Flamengo - Foto: Divulgação
Jogador há mais tempo neste elenco, Gabriel não tem tido espaço como titular. Porém, quando lesões e suspensões dão as caras, volta e meia cabe ao ponta tentar mudar o jogo. Raramente consegue. Rueda indicou, no Maracanã, que tem percepção parecida.

Em vez de contestados, o treinador apostou nos Garotos do Ninho. Começou a partida com Felipe Vizeu, de 20 anos, já que Paolo Guerrero não se recuperou a tempo de uma lesão na coxa direita. E, diante de um 3 a 1 adverso, trouxe do banco para o campo Lucas Paquetá, 20, e Vinicius Júnior, de apenas 17.

Todos os meninos da base entregaram atuações satisfatórias: Vizeu marcou o segundo gol rubro-negro; Paquetá colaborou com a entrega de sempre; e Vinicius Jr mudou a cara do time, com habilidade e objetividade. O Flamengo deixou o Maracanã com sua missão principal cumprida — a classificação à semifinal —, mas também levou na bagagem a sensação de que novos caminhos podem trazer resultados mais satisfatórios.

No próximo domingo, o rubro-negro encara o Grêmio, fora de casa, pelo Campeonato Brasileiro. É provável que alguns contestados voltem a ser relacionados, principalmente porque não haverá a limitação de sete nomes no banco de reservas. O espaço que um dia tiveram, porém, parece irrecuperável.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget