Torcida do Flamengo protesta na Ilha: "Isso aqui não é empresa"

LANCE: O clima esquentou na Ilha do Urubu após a derrota do Flamengo para o Santos, por 2 a 1, na noite deste domingo. Dezenas de torcedores rubro-negros fizeram um protesto ao fim da partida em frente ao camarote da diretoria, no Setor Oeste do estádio. O grupo pediu a saída de Alex Muralha, xingou o diretor executivo de futebol, Rodrigo Caetano, e entoou uma série de gritos de guerra diante das câmeras da imprensa e de curiosos.

- Bandeira, isso aqui não é empresa - gritavam os torcedores, furiosos contra o presidente Eduardo Bandeira de Mello.

Foto: Reprodução
Durante o jogo, Muralha foi hostilizado pelos torcedores presentes na Ilha do Urubu. O apoio inicial, antes da bola rolar, se transformou em xingamentos após a falha no primeiro gol, quando o goleiro tentou driblar Ricardo Oliveira e acabou desarmado. No segundo tempo, outro erro e mais um gol do Peixe, silenciando a Ilha do Urubu.

Ao fim da partida, Muralha ajoelhou e rezou. Antes, no intervalo, ele falou na saída de campo, assumindo o erro no primeiro gol.

- Já estou sendo cobrado há um bom tempo. Fui infeliz na jogada, pode botar na minha conta. Vamos trabalhar para colocar o Flamengo na Libertadores do ano que vem - disse ao SporTV.

O grupo pediu a saída de Alex Muralha, xingou o diretor executivo de futebol, Rodrigo Caetano, e entoou uma série de gritos de guerra.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget