Coisas incríveis na última rodada do Brasileirão

Não está. Porque o Atlético contou com o auxílio do Cruzeiro e agora precisa torcer pelo Flamengo. Não existe nada mais incrível do que isto.

BLOG DO PVC: O Atlético terminar em nono lugar, porque o Cruzeiro empatou com o Botafogo é sinal de dignidade cruzeirense. O time não seguiu no mesmo ritmo depois de conquistar a Copa do Brasil. Foram 13 jogos depois da conquista do mata-mata nacional, com quatro vitórias apenas. Sinal de que a promessa do elenco e de Mano Menezes de que brigariam pelo título do segundo turno não se confirmou completamente. O Cruzeiro terminou o returno em sexto lugar, atrás do Atlético e a Chapecoense foi a vencedora do returno.

Mas como o Cruzeiro sabia que o Atlético enfrentaria o Grêmio reserva, com apenas dois jogadores acima de 21 anos, se perdesse não permitiria ao Atlético ficar à espera do resultado do Flamengo na Sul-Americana. O Atlético estaria eliminado da Libertadores de maneira definitiva.

Everton Ribeiro em Vitória x Flamengo - Foto: Tiago Caldas


Não está. Porque o Atlético contou com o auxílio do Cruzeiro e agora precisa torcer pelo Flamengo. Não existe nada mais incrível do que isto.

Mas houve outras situações impressionantes. O São Paulo levou 60 mil pessoas ao Morumbi e terminou o ano com 1 milhão de espectadores. Média de 32 mil por partida no ano, 34 mil no campeonato. Desde 1999, o Brasileirão não tem três times com mais de 30 mil espectadores de média. O Corinthians fechou com 40 mil, o São Paulo com 34 mil, o Palmeiras com 29.696.

Incrível também a inversão de Gílson Kleina. Libertadores e rebaixado no mesmo ano. Mas saiu da Ponte Preta em 13o lugar e pegou a Chapecoense em 16o. Terminou em 8o., classificado para a Libertadores.

Difícil avaliar quem vai bem e quem vai mal. A chape demitiu Vágner Mancini em 13o lugar, caiu para 18. e estava atrás do Vitória de Mancini, quando trocou Eutrópio por Émerson Cris, que largou em 16o.

Coisas incríveis do Brasileirão que precisam mudar.

Pelo menos, o Cruzeiro ajudou o Atlético, diferente do que se discutia sete anos atrás, quando se atribuía o título do Flamengo ao entrega do Corinthians e o troféu do Fluminense à entrega do Palmeiras. O Cruzeiro não entregou.

Tirou o Botafogo da Libertadores e pode colocar o Atlético lá dentro.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget