Empresário avisa clubes que Ricardo Goulart quer voltar ao Brasil

GLOBO ESPORTE: Um dos nomes mais cobiçados do mercado de transferências na atual janela, Ricardo Goulart quer voltar ao Brasil. O meia-atacante revelou, em entrevista ao GloboEsporte.com, que os dirigentes do Guangzhou Evergrande já foram informados do seu desejo e de seus projetos pessoais.

Palmeiras e Flamengo, clubes em melhor situação financeira no país, e o Cruzeiro, pela ligação afetiva com o jogador que teve destaque no bicampeonato brasileiro de 2013-14, são candidatos.

Ricardo Goulart - Foto: Divulgação
Ricardo Goulart foi muito cuidadoso para não atropelar as conversas com os chineses, mas a reportagem apurou que o Palmeiras está avançado nas negociações para tê-lo, caso o Guangzhou aceite negociá-lo. Seu contrato na China vai até janeiro de 2020.

Veja a íntegra da entrevista:

Como estão as férias, Ricardo?

– Normalmente são 30 dias de férias, mas dessa vez o Cannavaro (técnico italiano do Guangzhou) surpreendeu a todos e deu 50 dias. Está sendo bom para resolver minhas coisas.

E o Cannavaro já sabe da possibilidade de você não voltar?

– (risos) Ah, eu creio que ele esteja observando. Alguma coisa já deve ter chegado para ele.

Você quer voltar ao Brasil?

– Tenho projetos pessoais, novos desafios, creio que teremos uma boa conversa. Acho que eles contam comigo para 2018, mas acho que isso será bem conversado, vamos ver o que vai acontecer.

Que projetos são esses?

– Já são três anos ganhando títulos e prêmios individuais. Eu tenho o sonho de jogar na Europa e acho difícil ir direto da China para lá. Também tenho o sonho de voltar à Seleção, então acho que o primeiro passo para tudo isso é voltar ao Brasil, mas consciente da realidade.

E o Guangzhou já sabe do seu desejo de voltar?

– Eles estão sabendo. Temos que ir com calma, conversar devagar. Tenho novos projetos e desafios para 2018. Temos que ouvi-los e tentar resolver da melhor maneira.

Como eles reagiram ao saber? Disseram que sim, não, ou que vão pensar?

– (risos) Está em andamento. Eu acho que eles não esperavam isso, até porque a Liga Chinesa será bem mais disputada no ano que vem, com os times investindo bastante. Eles vão conversar com o Paulo (Pitombeira, agente de Ricardo Goulart).

Você tem uma boa relação com os dirigentes, de parceria, que lhe permite ser otimista?

– Tenho boa relação. Graças a Deus, sempre tive boa relação em todos os clubes em que joguei. Nunca saí pela porta dos fundos, deixei uma imagem positiva fora de campo, e dentro me dediquei ao máximo. São três anos de relação bem positiva.

Eu me coloco no lugar do presidente do Guangzhou: por um lado, ele pode querer retribuir seu desempenho, mas como ele aceita liberar o melhor jogador? Não é uma situação fácil.
– Não vai ser tão fácil, mas estou bem tranquilo, o Paulo está trabalhando. Vou curtir minha família e meus amigos nas férias, e esperar o contato dele para ver as possibilidades.

Nas últimas semanas, li sobre o interesse de Palmeiras, Flamengo e Cruzeiro em seu futebol. O que você pensa sobre isso?

– Fico feliz pelo interesse desses clubes. O Paulo está conversando com o pessoal da China porque não é fácil, mas, como eu disse, tenho novos desafios e uma carreira pela frente, vou buscar o que for melhor para mim.

Você disse há pouco que sempre deixou boa relação nos clubes. Na sua época de Cruzeiro, o Alexandre Mattos era o diretor. Vocês são próximos?

– Sim, tenho uma grande amizade com o Alexandre. É um grande profissional, me deu um super apoio no Cruzeiro. Tivemos uma boa relação lá. Eu até posso chamá-lo de amigo.

Então a presença dele é um trunfo para o Palmeiras ter você?

– Pode-se dizer que sim. Ele é um dirigente renomado, trabalha no Palmeiras, acho que as coisas têm que passar por ele. Caso o Palmeiras consiga me contratar, ele pode tomar a frente dessa negociação.

Os jogadores brasileiros que vão para a China se tornam caros, costumam receber salários inacessíveis para os clubes daqui. Você estaria disposto, em nome desse seu projeto pessoal, a reduzir o que ganha atualmente?

– Estou por dentro da situação financeira dos clubes brasileiros, sei que os valores são altos na China, tanto o salário quanto a multa de contrato. Estarei aberto para ouvir o que os clubes podem me oferecer. Eu brinco que no dia em que eu parar de jogar bola, as contas vão continuar chegando ao meu endereço (risos). É uma verdade, um período curto de carreira. Não é só pensando no dinheiro, mas numa vida longa pela frente.

Depois que você conseguir a permissão para sair da China, imagino que vai negociar isso com mais ênfase.

– Aí eu terei outro posicionamento.

Seria ideal para você começar 2018 já sabendo onde vai jogar?

– Sim, mas, infelizmente, isso pode se arrastar um pouco mais, e eu terei que esperar a decisão dos dirigentes chineses para ter uma margem de escolha, de analisar propostas. É ano de Copa, os estaduais começarão cedo, depois haverá uma parada para a Copa. Então não podemos perder muito tempo, mas terei que esperar a decisão deles.

Você ainda pensa em disputar a Copa do Mundo ou o fato de nunca ter sido convocado pelo Tite põe fim à sua esperança?

– Na minha opinião, todos os jogadores têm que pensar em Seleção, em estar no ápice e ter novos desafios na carreira. Então eu penso sim, mas vejo o que está acontecendo. Há um grupo quase fechado, quando houve mudanças eu estava na China. Seriam só seis meses se eu voltasse ao Brasil, mas não descarto. Pode acontecer muita coisa.

Nós vimos você sair do Brasil como um meia de muita aproximação na área, mas em alguns momentos, na China, pareceu que estava jogando como centroavante. Como tem sido essa evolução de posicionamento na sua carreira?

– Sempre joguei como meia-atacante. Nunca fui 9, centroavante, mas fui me adaptando, me aprimorando com grandes treinadores que tive, e as coisas começaram a fluir. No decorrer das partidas, o treinador poderia me deslocar para o ataque, mas sempre joguei de meia-atacante. Sei que meus números são bons, mas não fui 9, não (risos).

Palmeiras e Flamengo, clubes em melhor situação financeira no país, e o Cruzeiro, são candidatos.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget