Ex-VP do Flamengo desabafa contra segurança do Rio

O Flamengo está na iminência de sofrer uma sanção pela Conmebol que afetará em menor ou maior grau apenas o Clube.

Em 2017, até por ter sido na maior parte do tempo VP do CRF, estive em muitos jogos do clube e, por isso, presenciei um nível de stress nos estádios cariocas como só havia visto similar na década de 90. Vi pelo lado do Clube o esforço junto às autoridades estaduais e municipais para que esses fizessem a sua parte através com destaque para o policiamento do entorno dos estádios (GEPE / PM), repreensão de ambulantes (GM / Pref Rio) e melhora do sistema que logístico (CetRio), EM VÃO, pois os órgãos (IN)competentes não estão exercendo seus respectivos ofícios por diferentes motivos e causas, mas basicamente pelas duas figuras mais nefastas que comandam hoje a política Carioca.

O Governador - um sujeito moribundo tentando ganhar tempo para evitar uma eminente prisão e que abandonou o Estado à própria sorte - distribuiu suas Secretarias para a ALERJ para não sofrer o Impeachment; já o Prefeito é uma figura ausente que tem como única política incentivar a permissividade (exatamente o que levou o RJ ao atual Estado de coisas) liberando camelôs, invasões de terrenos, etc.

Foto: Divulgação
O Flamengo está na iminência de sofrer uma sanção pela Conmebol, não se sabe ao certo qual, mas será uma que afetará em menor ou maior grau apenas o Clube e suas aspirações desportivas. Quanto ao Prefeito e ao Governador, “segue o jogo” não sofrerão absolutamente nada, talvez até achem graça ver o time adversário ao que eles torcem se ferrando; mas, se tudo der certo para o Flamengo, esses dois provavelmente irão ligar para o gabinete do Presidente do Flamengo atrás de ingresso... Até porque nisso eles sempre foram eficientes, podem ter certeza.

Rafael Strauch, ex-VP de Administração do CRF.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget