Guerrero, do Flamengo, é finalista no prêmio 'Rei da América'

GLOBO ESPORTE: O tradicional prêmio Rei da América, oferecido pelo jornal uruguaio "El Pais" ao melhor do continente sul-americano a cada ano, será de um jogador que atua no futebol brasileiro. Os três finalistas são: Paolo Guerrero (Flamengo), Arthur e Luan (ambos do Grêmio).

Os jogadores de Flamengo e Grêmio foram os três mais votados em uma eleição realizada pelo diário com jornalistas de vários países da América do Sul. A votação terminou nesta quinta-feira.

Arthur e Luan foram destaques do Grêmio na conquista da Copa Libertadores de 2017. Paolo Guerrero também teve bons momentos pelo Flamengo, foi decisivo na conquista do Campeonato Carioca, mas ganhou ainda mais destaque na campanha do Peru nas eliminatórias, que classificou a equipe nacional para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

Foto: Gilvan de Souza
Porém, o fim de ano do atacante peruano acabou sendo fora dos gramados. Ele foi pego no exame antidoping depois de partida pelas eliminatórias contra a Argentina, no dia 5 de outubro. Foi suspenso por um ano, mas conseguiu a redução da pena na Fifa para seis meses e terá condições de disputar o Mundial.

Esta será a oitava vez que o prêmio poderá ir para as mãos de um brasileiro. Antes, Bebeto (1989), Raí (1992), Cafu (1994), Romário (2000), Neymar (2011 e 2012) e Ronaldinho (2013) ganharam a eleição do "El Pais".

Melhor técnico da América do Sul

Comandante da seleção brasileira que conseguiu vaga de forma antecipada na Copa do Mundo de 2018, na Rússia, Tite é finalista ao prêmio de melhor treinador do continente ao lado de Ricardo Gareca (Peru) e Ariel Holan (Independiente).

Ricardo Gareca comandou a seleção peruana na histórica classificação para a Copa do Mundo após 36 anos. E Ariel Holan levou o Independiente ao título da Copa Sul-Americana após superar o Flamengo na decisão do torneio continental.

Confira a lista de todos os vencedores

1987- Carlos Valderrama (Colômbia)

1988 - Ruben Paz (Uruguai)

1989 - Bebeto (Brasil)

1990 - Raúl Vicente Amarilla (Paraguai)

1991- Oscar Ruggeri (Argentina)

1992 - Raí (Brasil)

1993 - Carlos Valderrama (Colômbia)

1994 - Cafu (Brasil)

1995 - Enzo Francescoli (Uruguai)

1996 - José Luis Chilavert (Paraguai)

1997 - Marcelo Salas (Chile)

1998 - Martín Palermo (Argentina)

1999 - Javier Saviola (Argentina)

2000 - Romário (Brasil)

2001 - Riquelme (Argentina)

2002 - José Saturnino Cardozo (Paraguai)

2003 - Carlos Tévez (Argentina)

2004 - Carlos Tévez (Argentina)

2005 - Carlos Tévez (Argentina)

2006 - Matías Fernández (Chile)

2007 - Salvador Cabañas (Paraguai)

2008 - Juan Sebastián Verón (Argentina)

2009 - Juan Sebastián Verón (Argentina)

2010 - Andrés D’Alessandro (Argentina)

2011- Neymar (Brasil)

2012- Neymar (Brasil)

2013 - Ronaldinho (Brasil)

2014 - Teo Gutiérrez (Colômbia)

2015 - Carlos Sánchez (Uruguai)

2016 - Miguel Borja (Colômbia)


Os jogadores de Flamengo e Grêmio foram os três mais votados em uma eleição realizada pelo diário com jornalistas de vários países da América.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget