Mauro desabafa e reafirma torcer para o Flamengo

Mas ainda assim existem bobos que acham possível eu ficar irritado, incomodado, mal com uma vitória do Flamengo, uma conquista do Flamengo.

MAURO CEZAR PEREIRA: Torcer e saber separar o trabalho, a razão, do coração. Não é tarefa simples para jornalistas, claro, mas é possível, e quem sabe fazer isso deixa claro em suas posições.

Alguns torcedores confundem o papel do jornalista esportivo com o de um defensor de seu clube de infância. Não estou aqui para isso. Quem me acompanha sabe, pau que dá em Chico, dá em Francisco. E quando um clube merece elogios, os faço, não importa a cor da camisa.

Mas ainda assim existem bobos que acham possível eu ficar irritado, incomodado, mal com uma vitória do Flamengo, uma conquista do Flamengo.

Mauro assistindo jogo do Flamengo - Foto: Divulgação
Não fico na redação da ESPN gritando e dando socos no ar quando o time faz um gol, respeito o ambiente sagrado do trabalho. Nem deixo de notar os erros cometidos pelos cartolas, técnicos e jogadores. E quando tenho chance, compro ingresso e vou à arquibancada.

Sim, sou exigente com todos eles, procurando considerar o potencial de cada agremiação. E o potencial do Flamengo é enorme, imenso, daí meu rigor.

Aos que acham possível, seja lá em que condições, eu não gostar de ver o clube vencedor, um clube que aprendi a seguir com meu pai, e que me levou a ter paixão pelo futebol, posso resumir que tal raciocínio(?) é de uma idiotice tão grande quanto a dívida dos tempos da ex-presidente do Flamengo, que jamais será poupado de críticas minhas. Como diria João Saldanha, “na hora do serviço” a conversa é diferente.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget