O balanço do Flamengo no Campeonato Brasileiro 2017

No entanto, o time não engrenou nos pontos corridos e praticamente não brigou diretamente pela taça.

GLOBO ESPORTE: O desempenho do Flamengo passou bem longe do esperado no Brasileirão 2017. Com investimento alto, havia uma expectativa grande para o time brigar pelo sonhando hepta. A cobrança, que já era grande, ficou maior com a eliminação precoce da Libertadores. No entanto, o time não engrenou nos pontos corridos e praticamente não brigou diretamente pela taça.

É bem verdade que o Flamengo se classificou para duas finais de torneios que aconteceram paralelamente ao Brasileirão - Copa do Brasil e Sul-Americana. Mas, mesmo com times mistos, o rendimento passou longe de agradar e a 6ª colocação (com vaga direta na fase de grupos da Libertadores 2018) veio com uma virada aos 49 minutos diante do Vitória, na última rodada. Por pouco, o adeus ao campeonato não foi bem pior.

Foi justamente o desempenho fraco no Brasileirão que derrubou o técnico Zé Ricardo, ao fim do primeiro turno. Os resultados ruins, principalmente dentro de casa, geraram pressão e protestos da torcida.


Cuéllar, jogador do Flamengo - Foto: Tiago Caldas


Jogo chave: Flamengo 0 x 1 Grêmio - 13ª rodada

O Rubro-Negro vinha embalado por uma série de quatro vitórias seguidas. Ainda sob o comando de Zé Ricardo, a equipe tinha vencido o Vasco, dentro de São Januário, na rodada anterior. Com casa cheia na Ilha do Urubu, não conseguiu impor seu jogo e perdeu a partida diante do Grêmio e a invencibilidade em sua casa.

A derrota por 1 a 0 em casa frustrou os torcedores em um momento chave. O Flamengo encostaria no líder Corinthians em caso de vitória. Perdeu e entrou em uma sequência ruim que, algumas semanas depois, terminaria com a queda de Zé Ricardo.

Melhor jogo: Flamengo 5 x 1 Chapecoense - 9ª rodada

Depois de momentos de oscilações no começo da temporada (perdeu pontos para Avaí e Sport), o jogo diante da Chapecoense, na nona rodada, marcou a melhor exibição do Flamengo no Brasileirão dentro de uma sequência de vitórias que empolgou os torcedores no começo do torneio.

Um dos primeiros jogos do time na Ilha do Urubu, a goleada por 5 a 1 teve atuações marcantes da dupla Diego e Guerrero. O camisa 9 marcou três gols (pela primeira vez com a camisa do Flamengo), enquanto o número 35 fez os outros dois.

Pior jogo: Atlético-MG 2 x 0 Flamengo - 20ª rodada

Uma tarde para esquecer no Independência. Na rodada anterior, a derrota por 2 a 0, em casa, para o Vitória, havia culminado na demissão do técnico Zé Ricardo. Diante do Atlético-MG, o Flamengo jogou sob o comando do interino Jayme de Almeida.

De um camarote, Reinaldo Rueda - que havia acabado de chegar ao Brasil para assumir o time - viu uma atuação fraca da equipe. Com gols de Rafael Moura e Fabio Santos (após pênalti cometido por Trauco, em tarde ruim), o Galo não tomou conhecimento do visitante.

Jogador que decepcionou: Geuvânio

O atacante Geuvânio veio do futebol da China no meio da temporada - assim como Everton Ribeiro, Rhodolfo e Diego Alves. Não podia jogar na Copa do Brasil e teve algumas oportunidades no Brasileirão. Ainda não encaixou e perdeu espaço para jovens como Paquetá e Vinicius Junior. Tem 18 jogos em 2017 e apenas um gol.

Melhor jogador: Cuéllar

Por muito pouco, Cuéllar não foi negociado no meio da temporada e deixou o Flamengo sem ter muita sequência. Sobretudo com a chegada de Rueda, se tornou peça importante e um dos mais regulares da equipe, ganhando a vaga de Márcio Araújo. Disputou 25 jogos no Brasileirão, sendo dono de uma das melhores médias de roubada de bola do torneio.

Revelação: Vinicius Junior

Joia rubro-negra vendida para o Real Madrid, Vinicius fez sua estreia entre os profissionais na primeira rodada do Campeonato Brasileiro - tinha ainda 16 anos. Jogou 25 jogos no torneio, marcou três gols e se tornou a principal - e talvez única - válvula do treinador para mudar jogos no segundo tempo.

Em alguns casos, a demora para sua entrada chegou a irritar a torcida. Na última rodada, iniciou a jogada que terminou no importante gol de empate de Rafael Vaz diante do Vitória. E sofreu a falta que resultou no pênalti da virada.

Se tivesse esses pontos: pênalti perdido por Diego

No empate em 2 a 2 diante do Palmeiras, na Ilha do Urubu, o Flamengo teve uma chance cristalina de vencer o jogo. Era um confronto direto pelo topo da tabela e o empate rendeu protestos dos torcedores naquele momento. Aos 28 do segundo tempo, Diego teve a chance do terceiro gol em cobrança de pênalti.

O goleiro alviverde Jaílson defendeu a cobrança. A partida foi válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget