Por que o jovem mais caro da história não é titular no Flamengo?

Fazer "chover" e ganhar a posição na base do talento ou desenvolver características mais defensivas, algo bastante exigido em times europeus.

UOL: A cena é comum nos jogos do Flamengo. A torcida entoa o nome de Vinicius Júnior e pede pela entrada do xodó durante o segundo tempo. Também rotineiras são as boas atuações do jovem atacante, o mais caro da história rubro-negra após ser vendido ao Real Madrid por R$ 164 milhões. Mas se ele conta com o apoio do público e tem feito boas partidas, por que não assume a condição de titular?

A resposta para tal pergunta passa diretamente pelo técnico Reinaldo Rueda e as características do jovem de 17 anos. Após perder Guerrero e Berrío, o treinador promoveu a titularidade de Lucas Paquetá e Felipe Vizeu. O xodó dos torcedores ficou no banco de reservas pois é visto como uma grande opção para mudar o rumo das partidas na etapa complementar. Sem ele no banco, Rueda acredita que perde força nas alterações, principalmente por conta dos desfalques.

Vinicius Júnior tomando cartão amarelo em Independiente x Flamengo - Foto: Getty Images
Além disso, Vinicius Júnior disputa posição com duas das principais peças do atual Flamengo: Everton e Lucas Paquetá. Ambos têm boa presença ofensiva e também ajudam na composição defensiva, característica pouco presente no futuro jogador do Real Madrid.

A situação fica ainda mais exposta quando Trauco é escalado na lateral esquerda. O peruano tem claras deficiências na marcação e precisa do apoio de quem jogar pelo mesmo lado no meio de campo. Neste caso, Paquetá e, principalmente, Everton largam na frente.

Para ser mais aproveitado com Rueda, Vinicius Júnior tem duas opções. Fazer "chover" e ganhar a posição na base do talento ou desenvolver características mais defensivas, algo bastante exigido em times europeus.

Outra solução passa por uma mudança no esquema tático do Flamengo. Para isso, Reinaldo Rueda precisará de tempo para colocar novas ideias em prática. Vale a pena montar um sistema para que Vinicius Júnior tenha mais liberdade e possa jogar mais solto?

A realidade de agora é apenas a decisão da Copa Sul-Americana. Um novo momento no qual o xodó da torcida será fundamental, independentemente do tempo em campo.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget