Presidente reprova fogos da torcida do Flamengo e minimiza racismo

SPORTV: A grande confusão causada por torcedores do Flamengo na noite desta terça-feira ao jogarem fogos em frente ao hotel na Barra da Tijuca onde estaria concentrada a equipe do Independiente para a final da Copa Sul-Americana nesta quarta, às 21h45, no Maracanã, continua repercutindo. O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, que no momento da confusão jantava com diretores do clube argentino em restaurante no Jardim Botânico, Zona Sul do Rio, foi quem pediu, através da segurança do clube, que acionasse a polícia ao local. O Batalhão de Choque da Polícia Militar chegou e conseguiu contornar a situação. Nesta quarta, repudiou a ação dos torcedores. Lembrou que o ato de racismo por parte de argentinos na primeira partida trata-se de um caso isolado e não justifica qualquer tipo de retaliação. E pediu aos torcedores rubro-negros que tratem bem os visitantes.

Foto: Divulgação
- Claro que a posição do Flamengo é não estimular esse tipo de ação. É totalmente contraproducente para o Flamengo, que pretende agora estar todo ano na Libertadores. Ano que vem nós estaremos, provavelmente estaremos em Buenos Aires, não contra o Independiente, mas contra outros times argentinos. Vamos estar em outros países também. E gostaria muito que nossa torcida fosse bem tratada, nossa equipe fosse bem tratada. Posso tentar compreender que parte da torcida ficou inconformada com o ato de racismo na aquibancada. Mas foi um ato isolado, a própria diretoria do Independiente já tomou medidas, fez pedido de desculpas. Gostaria de pedir aos verdadeiros torcedores do Flamengo que evitassem qualquer tipo de provocação e recebessem nossos adversários como gostaríamos de ser recebidos quando formos jogar fora do Rio - disse no Redação SporTV desta quarta.

Bandeira foi citado pelo comentarista Paulo Cesar Vasconcellos de ser um dirigente que não foi contaminado pelas coisas ruins do futebol. Questionado pelo jornalista de como deve agir para dissociar esse tipo de ação de parte dos torcedores da imagem do clube, que sai arranhada do episódio, voltou a pedir clima de harmonia na noite desta quarta.

- Só pode ser através do convencimento, de vocês, que nos tem ajudado muito nisso. A torcida precisa compreender, e a diretoria precisar deixar muito claro, que esse tipo de ação não ajuda nada o clube (...) Vamos nos esforçar muito para ganhar o jogo dentro de campo. Aí a gente tem que manter um clima amistoso, de harmonia com os nossos adversários, que espero que sejam nossos adversários sempre. Gostaria de todo ano ir a Buenos Aires jogar a Libertadores, quem sabe um dia a gente não faz uma final de Libertadores contra o próprio Independiente... Então ontem eu estava jantando quando soube do ocorrido. claro que tomei as providências que estavam ao meu alcance para tentar minimizar a situação.

Lembrou que o ato de racismo por parte de argentinos na primeira partida trata-se de um caso isolado e não justifica qualquer tipo de retaliação.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget