PVC exalta cultura de formação de jogadores do Flamengo

César fez o que Muralha não conseguiu fazer: pegou pênalti. No momento decisivo, tirou a bola de Chará e garantiu o avanço do Flamengo.

BLOG DO PVC: É incrível como a tradição do Flamengo se reforça a cada vez que o time sobe o número de pratas-da-casa entre os titulares.

E por mais que seja bom contar com Diego, Guerrero, Diego Alves no elenco, num jogo com três crias da Gávea como titulares, os heróis foram César e Felipe Vizeu.

Vizeu fez os dois gols, o primeiro em grande arrancada, o segundo posicionado como centroavante. Chegou a 9 gols no ano e 5 na Sul-Americana, torneio no qual é o principal goleador rubro-negro.

César e Juan comemorando classificação do Flamengo - Foto: Reprodução


César fez o que Muralha não conseguiu fazer: pegou pênalti. No momento decisivo, tirou a bola de Chará e garantiu o avanço do Flamengo para a finalíssima, que acontecerá 22 anos do último encontro decisivo contra o Independiente.

Em 1995, o time do centenário também tinha como última oportunidade de conquistar um título relevante a final de um torneio continental. Daquela vez, o rubro-negro não havia conquistado nem sequer o estadual, diferente de 2017. Na decisão contra o Independiente, perdeu em Avellaneda por 2 x 0 e não conseguiu virar a diferença de gols no Maracanã lotado. Em casa, venceu por 1 x 0 e terminou vice-campeão.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget