Saída de Ricardo Oliveira pode facilitar ida de Fred ao Flamengo

Diante do desacerto, o camisa 9 autorizou seu empresário, Augusto Castro, a iniciar conversas com outros clubes interessados.

JORGE NICOLA: A prioridade de Ricardo Oliveira era permanecer no Santos em 2018. Tanto que o atacante esperou até esta terça-feira por uma proposta oficial para renovar o contrato, que vence em 12 dias. Mas a demora do presidente José Carlos Peres em apresentar uma oferta fez o veterano entender que não está nos planos da nova diretoria. E ele está de saída – em breve, publicará em suas redes sociais um agradecimento ao clube e ao torcedor, mas confirmará o adeus.

A decisão foi tomada também porque Peres deixou claro nas últimas entrevistas que só toparia prorrogar o vínculo por uma temporada – Ricardo Oliveira afirma desde agosto que ficaria na Vila Belmiro se conseguisse um contrato até dezembro de 2019, ainda que seu salário atual fosse mantido – ele recebe aproximadamente R$ 300 mil mensais.

Guilherme Dionizio/Gazeta Press
Diante do desacerto, o camisa 9 autorizou seu empresário, Augusto Castro, a iniciar conversas com outros clubes interessados. E os mineiros Atlético-MG e Cruzeiro o querem, com favoritismo para o Galo.

É que o time de Oswaldo de Oliveira pode oficializar nos próximos dias a negociação de Fred com o Flamengo. As tratativas entre os dois clubes estão avançadas, como revelou o Blog nesta terça-feira. Desta maneira, o Atlético-MG pode perder em poucos dias os dois centroavantes, já que Rafael Moura não terá o contrato renovado e está à procura de clubes.

Oswaldo, por sinal, conhece bem Ricardo Oliveira e tem o mesmo empresário. O Galo estuda oferecer um salário na casa dos R$ 400 mil por mês, além dos dois anos de contrato sonhados por Ricardo. Na comparação com Fred, o Galo teria uma economia de 2/3, já que o atual artilheiro atleticano embolsará na casa de R$ 1,2 milhão por mês a partir de 2018.

Ricardo Oliveira chegou à Vila Belmiro em 2015 e marcou 71 gols em 140 partidas durante o período. O ano de 2017 foi o pior com apenas 12 gols, devido a uma série de problemas de saúde, como caxumba e pneumonia.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget