Sávio compara "pior ataque do mundo" com ano do Flamengo

GLOBO ESPORTE: Em 1995, Sávio formou, ao lado de Edmundo e Romário, o famoso "ataque dos sonhos" no Flamengo. Cinco meses depois, no entanto, o trio foi desfeito e, sem ter levantado uma taça sequer, tornou-se uma das propostas mais frustantes do clube. Levou a fama, inlcusive, de ser o "pior ataque do mundo". Vinte e três anos depois o rubro-negro carioca esbarra num cenário parecido. Após viver período de maior investimento na história recente, com cerca de R$ 40,2 milhões em contratações, o Fla vira o ano "apenas" com o título estadual.

Com propriedade no assunto, Sávio disse que as frustações atuais são maiores que as de 95, pois o clube é mais bem estruturado que outrora. Em 2017, foram dois vices (Sul-Americana e Copa do Brasil), um modesto sexto lugar no Campeonato Brasileiro e uma eliminação precoce na primeira fase da Libertadores pelo caminho.

- São duas épocas completamente diferentes. Diferentemente desta época, na minha eu convivia com um problema muito grande, que era a falta de estrutura. Hoje o Flamengo tem uma estrutura muito forte, muito profissional, e isso ajuda bastante - disse o ex-jogador do Real Madrid.

Sávio preferiu não polemizar. Ao GloboEsporte.com, ele explicou que no futebol não existe uma fórmula de sucesso garantido.

- Futebol é assim. Um conjunto de fatores que fizeram dar errado. Não é só colocar os melhores dentro de campo, que simplesmente vai ganhar tudo. Não é só isso - finalizou.

O investimento do Fla em 2017


Apenas por Éverton Ribeiro, o Flamengo pagou "em débito", como chegou a dizer o vice-presidente de finanças, Claudio Pracownik, R$ 22 milhões. E para trazer outros nomes de peso como Diego Alves, Rhodolgo e cia. o clube gastou um total de R$ 40,2.

Ao todo, de acordo com o departamento de finanças, apenas em investimento em direitos econômicos de atletas, além de pagamentos de anos anteriores (cerca de R$ 18 milhões de compras de 2016 ainda), saíram dos cofres da Gávea mais de R$ 58 milhões.

A conta fica ainda mais alta se considerado os valores de direitos de imagem. Contando Diego, Muralha, Réver, rescaldo de Guerrero e as contratações de 2017, o Flamengo tem conta de R$ 56,2 milhões a pagar, conforme mostrou o balanço do terceiro trimestre deste ano. A folha salarial do Flamengo é acima de R$ 10 milhões mensais.

Após viver período de maior investimento na história recente, com cerca de R$ 40,2 milhões em contratações, o Fla vira o ano "apenas" com o título estadual.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget