Vinicius Júnior é o único que muda a cara do jogo no Flamengo

O treinador normalmente alega que Vinicius entra para dar mais profundidade à equipe, situação de fim de jogo.

EXTRA GLOBO: Não haverá mais oportunidades como a final da Copa Sul-Americana para o Flamengo desfrutar do talento e do poder de decisão de Vinícius Júnior. No entanto, a jóia de 17 anos, vendida ao Real Madrid, se transformou neste fim de temporada na única arma do técnico Reinaldo Rueda para mudar os jogos da equipe.

Com as ausências de Guerrero, Berrío e Everton, o ataque ganhou a juventude de Vizeu e Paquetá, e Vinícius se transformou em jogador de segundo tempo. Tanto que jogou mais partidas que os companheiros de pouca idade, mas esteve menos minutos em campo.

Vinicius Júnior, do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
Com o placar de 2 a 1 na Argentina para o Independiente, a esperança do jogador e de muitas vozes no clube é que Rueda entenda que o Flamengo já está perdendo e precisa reverter no Maracanã. O treinador normalmente alega que Vinicius entra para dar mais profundidade à equipe, situação de fim de jogo.

A tese de que Vinícius Júnior não aguentaria jogar 90 minutos, cena que viveu com Rueda apenas duas vezes, não é bem digerida pela torcida. Na prática, o velocista pode estar em campo o jogo todo, mas precisa dosar a energia. Por característica, o jogador se movimenta muito e se desgata nas arrancadas no mano a mano. Peca na marcação.

Fato é que com o talento do jogador em campo o Flamengo foi mais incisivo nas últimas partidas. Normalmente, Vinicius entra com o time perdendo ou precisando da vitória. Foi assim na maioria de seus 43 jogos em 2017. E será assim na final no Maracanã. A questão é quantos minutos ele jogará.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget