Volante Muralha admite frustração por passagem pelo Flamengo

O próprio atleta admite, afirmando que não se apresentou bem na Libertadores de 2014.

GLOBO ESPORTE: Se o goleiro Alex Muralha deve deixar o Flamengo na temporada seguinte, a saída de um "xará" é certa. O volante Luiz Philipe Muralha, revelado pelo clube em 2011, terá seu contrato encerrado no próximo dia 31 e não seguirá no clube.

Promessa da base rubro-negra que se destacou pela técnica e boa saída de bola, o jogador de 24 anos viveu seu ápice na Gávea no Brasileiro de 2011. Mas caiu de rendimento posteriormente. O próprio atleta admite, afirmando que não se apresentou bem na Libertadores de 2014.

Foto: Divulgação
E, após empréstimos para Portuguesa (2013), Bragantino (2015) e Luverdense (2016), encontrou-se fora do país. No Pohang Steelers-COR, que defendeu de junho de 2016 até dezembro de 2017, garante ter adquirido competitividade. E seu desejo é permanecer fora do Brasil.

- Foi um ano muito bom em relação aos jogos que fiz quando estava aqui no Brasil. Sou outro jogador, mais maduro, mais experiente e com maior sequência de jogo, que é o que todo jogador precisa: estar em atividade. Isso aí me ajudou bastante a fazer uma grande temporada lá.

Confira papo com o jogador abaixo:

Como o Muralha voltou da Coreia do Sul e o que ele pensa para esses próximos anos desvinculado do Flamengo?

É pensar em 2018, estamos estudando alguns clubes e dando a prioridade ao exterior mesmo. É sentar com meu empresário para conversar e resolver essa parte de 2018 para mantermos essa competitividade e fazer um 2018 ótimo.

Como seu futebol se desenvolveu na Coreia do Sul? No que acha que cresceu?

Na Coreia, o estilo de jogo é mais corrido e mais pegado. Tive que me adaptar bem rápido ao futebol deles. Graças a Deus consegui me adaptar bem, fui um dos destaques no meio-campo. A torcida gostava bastante, fizeram até música para mim.

Quer voltar pro Brasil ou ficar fora mesmo?

Prioridade é ficar lá fora. Ótimo ano, tive uma sequência de jogo boa, que me ajudou a ter equilíbrio. Morar num país bem desenvolvido, com segurança e pagamento tudo em dia ajudaram bastante também.

Você era uma grande promessa do Flamengo pela marcação e ótima saída de bola. O torcedor brasileiro vai ver a promessa virar realidade nos próximos anos?

Creio que ainda vou fazer muita coisa aqui no futebol brasileiro. Comecei bem 2011 e 2012, mas confesso que dei uma oscilada, uma caída em 2014, na Libertadores. E no Flamengo é complicado... Você ser jogador da base e não cumprir as expectativas. Isso acabou gerando uma frustração. Agora com uma outra cabeça, bem mais maduro, com uma competitividade melhor e qualidade aprimorada vai me ajudar bastante caso eu volte para o futebol brasileiro.

Quais são seus sonhos no futebol? E, mesmo agora sem contrato com o Flamengo, pensa em voltar para o clube onde você se profissionalizou?

Flamengo foi um ciclo muito bom que eu tive e fiz grandes amigos. Esse ciclo vai se encerrar, e eu não tenho nenhum arrependimento. Agradeço ao Flamengo por tudo que fez. Se tenho um nome hoje é por causa do Flamengo.

Quero agradecer a todos os funcionários. Eu sonho em voltar ao Brasil, fazer um grande Brasileiro, jogar em clubes grandes. Até pelo meu potencial e meu futebol, porque todos sabem que sou um bom jogador. Isso era questão de tempo e sequência boa de jogos. Acho que, com o tempo, ainda vou calar a boca de muita gente.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget