Flamengo assume liderança do Ranking da Folha de São Paulo

Um dos principais motivos para o bom desempenho do Flamengo é o retrospecto da equipe no Estadual.

MARCONDES BRITTO: Sem conquistar um título relevante há cinco anos, o São Paulo perdeu a liderança do Ranking Folha para o Flamengo, campeão do Estadual do Rio e vice-campeão da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana neste ano.

O time tricolor liderava a lista desde 2005, quando tomou a primeira posição do Palmeiras com as conquistas do Campeonato Paulista, da Libertadores e do Mundial.

Em duas oportunidades os cariocas ameaçaram tirar a liderança da equipe paulista.

Em 2011, o Flamengo empatou com o São Paulo no ranking graças ao título estadual. No ano seguinte, o time tricolor se isolou na primeira posição com a conquista da Sul-Americana -foi o último título relevante do clube.

Em 2013, a igualdade foi restabelecida quando a equipe rubro-negra foi campeã da Copa do Brasil e vice Estadual. Os paulistas, porém, voltaram a se isolar na liderança no ano seguinte, com o vice-campeonato brasileiro de 2014. Desde então, o São Paulo não pontuou mais.



O time carioca estava cinco pontos atrás do São Paulo em 2016 e já passaria a equipe paulista apenas com a conquista do Estadual do Rio, em maio. Com os vice-campeonatos da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana, a diferença cresceu para 25 pontos.

O time rubro-negro foi o líder da lista em sua primeira edição, em 1996, e ocupou pela última vez a primeira posição sozinho em 1997, há 20 anos. No ano seguinte, perdeu a ponta para o Palmeiras.

Um dos principais motivos para o bom desempenho do Flamengo é o retrospecto da equipe no Estadual. Resultados desse nível representam 58% da pontuação do clube.

No caso do São Paulo, os pontos oriundos do Paulista representam 35% do total.


Grêmio e Corinthians, times que mais pontuaram no ano, ultrapassaram rivais e subiram duas posições.

A equipe paulista, campeã do Paulista e do Brasileiro, somou 35 pontos e ocupa a terceira colocação. O time ultrapassou o Santos e o Palmeiras, que perdeu os pontos da Copa Rio (veja ao lado).

Já o Grêmio, com os 60 pontos conquistados pelo título da Libertadores e pelo vice-campeonato mundial chegou ao sétimo lugar. Passou o Internacional e o Vasco.

Nenhum clube estreou no ranking neste ano. Para entrar na lista, a equipe precisa ser campeã ou vice-campeã de um torneio de âmbito nacional ou internacional.


COPA RIO

A partir deste ano, o Ranking Folha deixa de computar pontos para o título da Copa Rio de 1951 tanto em sua versão nacional quanto em sua versão mundial.

A medida foi tomada após a Fifa ratificar as Copas Intercontinentais como títulos mundiais, em outubro, e não fazer o mesmo com o título ganho pelo Palmeiras.

Torneios que não tiveram sequência -ainda que sob outro nome- ou não conseguiram grande representatividade não são computados no ranking. Esse é o caso, por exemplo, da Copa Rio -que teve apenas duas edições, em 1951 e 1952-, da Copa Ouro, das Copas Master da Supercopa e da Conmebol, da Copa Suruga, da Supercopa do Brasil e dos Supercampeonatos estaduais de 2002.



Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget