Flamengo não descarta utilizar Julio César em jogos da Libertadores

EXTRA GLOBO: O goleiro Julio Cesar chegou ao Flamengo, em contrato de três meses, e avisou: não vai tirar o espaço de ninguém. No combinado com o clube, além dos salários simbólicos, está claro que jogar e ser titular não é prioridade. A ideia é que o jogador de 38 anos se prepare para fazer partidas do Estadual como forma de homenagem, antes da aposentadoria.

A proposta é que Julio César se prepare e jogue as finais da Taça Guanabara, por exemplo. A regularização depende de documentação enviada pela Federação de Portugal. E não será logo. Um trabalho especial será feito, começando por exames complementares hoje.

Júlio César, goleiro do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
— Não existe a possibilidade de prolongar o contrato. Se jogar, vou procurar colaborar, mas é um projeto para encerrar a carreira ao fim do Carioca — garantiu Julio.

O Flamengo entende que ele pode acrescentar fora de campo. A experiência vai contar antes da Libertadores, mas a inscrição na competição não foi discutida, embora não esteja descartada. Diego Alves, ainda se recuperando de lesão, deve voltar para a estreia contra o River Plate, dia 28.

— Os jogadores que estão na minha posição são de alto nível. Venho para colaborar no que o clube precisar. Acima de tudo, o Flamengo.

Volta por cima

Há 14 anos, Julio Cesar deixou o Flamengo para brilhar na Europa e na seleção brasileira. Na época em que foi revelado e defendeu o clube, entre 1997 e 2004, conviveu com títulos importantes, mas também com a fúria da torcida rubro-negra no período de vacas magras da Gávea. Embora tenha conquistado o tricampeonato estadual e a Copa dos Campeões, em 2001, lidou com agressões de torcedores, em 2002, após queda na Libertadores, e 2004, no fim do Brasileiro, mesmo tendo salvo o clube do rebaixamento.

Julio chegou a declarar que não se aposentaria no clube. Nesta segunda-feira, na apresentação, disse que se arrepende.

— Foi tudo emocional — confessou.

Segundo o goleiro, hoje o clube tem a estrutura que ele não usufruiu. Em certa ocasião, comprou um ar-condicionado para uma sala de fisioterapia.

— Quando saí do Flamengo, eram quatro meses de salário atrasados. Não pedi um centavo. Isso (volta) era um reconhecimento por aquilo que o Flamengo fez por mim. O Flamengo me deu muito mais — emocionou-se.


A experiência vai contar antes da Libertadores, mas a inscrição na competição não foi discutida, embora não esteja descartada.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget