JP Batista minimiza briga com Varejão por posição no Flamengo

GLOBO ESPORTE: JP Batista tem vivido grande fase pelo Flamengo. É um dos homens que constantemente tem figurado no quinteto titular do time comandado pelo técnico José Neto. Contribuindo com muitos pontos e rebotes, ele está em um grande momento. Na última semana, o jogador de 36 anos, que chegou à equipe em 2015, ganhou um companheiro e "rival" na posição de pivô do Rubro-Negro. Trata-se de ninguém menos que Anderson Varejão. O atleta, que ficou 16 anos fora do país com passagens pela Europa e pela NBA, já está treinando com os colegas do time da Gávea. A briga pela posição, que ainda tem o jovem João Vitor como pivô de origem e outros atletas que fazem a função, promete ser muito boa, mas totalmente saudável.

- A chegada dele é totalmente positiva. Se você for olhar no lado de business, não tem como você deixar passar uma oportunidade dessas. Essa parte não tem nem como pensar duas vezes. E questão de tempo de jogo, tem que perguntar pro Neto. Essa briga saudável com certeza vai ter, porque eu estou feliz que vou poder ajudar para a evolução dele, e ele vai poder ajudar para a minha evolução - analisou JP Batista.

Foto: Staff Images/Flamengo
JP Batista acredita que Anderson Varejão precisará de algum tempo para se adaptar ao estilo de jogo do basquetebol brasileiro, mas que o mais importante é pegar ritmo de jogo.

- O Anderson é um cara muito experiente, só precisa voltar ao ritmo de jogo. Está sempre jogando pela seleção. Então você vê essa diferença do basquete da NBA para o basquete da FIBA. Eu quando voltei para o Brasil vi uma questão muito forte, senti muita diferença, na coisa do contato. A arbitragem deixa jogar bastante. De uma forma ou de outra, ele vai sentir isso. Mas como já vai estar treinando com a gente, será uma adaptação já para ele. Na minha opinião, o que precisa mais é ritmo de jogo para estar na forma de sempre - comentou JP Batista.

Figurinha carimbada no quinteto titular do Flamengo, o ala-pivô Olivinha fez coro sobre a briga saudável de Varejão com outros jogadores como JP Batista no garrafão. Além disso, concorda também no quesito "adaptação" para o veterano.

- Sem dúvidas, será uma briga muito boa (pela posição de pivô). Mais um grande jogador chegando para nos ajudar e vai ser um "problema" para o Neto, um problema que todo técnico gostaria de ter. Há grandes jogadores aqui com muita qualidade. Quando você tem um cara como Varejão chegando, sabe que vai agregar muito para o grupo. Acho que o Neto vai ter uma dorzinha de cabeça boa que todo técnico gostaria de ter. É um estilo de jogo diferente, eu que vejo bastante NBA, bastante basquete europeu também. Ele vai ter que se acostumar, está um tempo parado e precisa pegar ritmo de jogo. Isso talvez no início prejudique um pouco, mas nada que vá prejudicar. Nosso grupo vai ajudar ele nesse tipo de coisa - concluiu.

Anderson Varejão fez exames laboratoriais, teste de esforço e ecocardiograma nesta segunda-feira. Enquanto não saem os resultados, o clube da Gávea não vai forçar o atleta nos treinamentos. Por isso, ele fez apenas atividades sem contato nesta segunda. O Flamengo ainda não confirma oficialmente a data da estreia, mas a tendência é que ele ainda não entre em quadra contra o Vasco no próximo jogo, no sábado, às 14h (de Brasília), que terá torcida única dos cruz-maltinos.

A briga pela posição, que ainda tem o jovem João Vitor como pivô de origem e outros atletas que fazem a função, promete ser muito boa.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget