Para onde vai o jornalismo esportivo?

BLOG DO TIRONI: Mano Menezes será o técnico do Palmeiras e Mina ficará no clube até o meio do ano. Cuca será treinador do Galo e Walter, goleiro do Corinthians, irá para o São Paulo. Já o zagueiro Gil irá para o Palmeiras, enquanto Nino Paraíba irá para o Morumbi. O Corinthians terá de volta Leandro Castán e Jô irá para o Napoli. Tinga trabalhará no Verdão enquanto Mano Menezes, que estaria no Palmeiras, irá mesmo é para a seleção do Paraguai. Kaká encerrará seu contrato nos Estados Unidos e voltará ao São Paulo. Miranda também retornará ao Tricolor. Cuca, que seria treinador do Galo, será na verdade do São Paulo, que também terá Pato de volta. Enquanto isso, Robinho irá para o Corinthians e Lucas Moura para o Cruzeiro. Abel será o treinador do Palmeiras. Ou melhor: Jair Ventura. E Ralf estará no São Paulo. Mas Reinaldo (Chape) acertará com o Corinthians. Felipão treinará alguma seleção que disputará a Copa do Mundo. E Cuca, que estaria no Galo e no São Paulo será, na verdade, treinador do Flamengo. Carleto irá para o Cruzeiro. E Pablo fechará com o Palmeiras, que também terá William (Chelsea). Gabigol sairá da Europa para jogar pelo Flamengo e Rafinha irá para o Palmeiras, que também contará com Deivid, do Vitória. Tevez será do Flamengo e Alejandro Silva do São Paulo. Pablo, que seria do Palmeiras, jogará na verdade no Mengão. Ricardo Oliveira será do Cruzeiro, Geromel do Palmeiras e Trellez do Corinthians. E Ricardo Goulart do Verdão. Mina irá para a Alemanha e Pratto irá para o Cruzeiro. Calleri será do Fla e Diego Souza do Vasco. Luan sairá do Galo para virar cruzmaltino também. Rildo no Bahia e Mena no Corinthians. Fred vai para o Fla e Fernando Torres para o Palmeiras. Ou melhor, para o Flamengo. Barcos no Botafogo. Robinho jogará pelo Vasco e Zeca pelo Fla. Vizeu será santista e Vagner Love voltará ao Timão ou para o Flamengo. Ganso sairá da Europa para retornar ao São Paulo.

Painel de patrocinadores da sala de imprensa do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
Tudo isso que está escrito acima foi divulgado durante a janela de transferência que agitou o futebol brasileiro neste começo de ano. E, caro leitor, se você está acompanhando com atenção o mercado, sabe que nenhuma dessas contratações aconteceu.

A quem interessa a divulgação de uma possível acordo que no fim das contas não acontece? O leitor fica satisfeito apenas em saber que seu time sonha com um jogador? Quem certamente lucra são os empresários dos atletas, que raramente dão entrevistas, mas passam todo o período do mercado alimentando jornalistas de “informações” que, como se viu no começo deste texto, não acontecem. Quem certamente sai perdendo é o jornalismo esportivo.

Se a profissão vive tempos difíceis e desafiadores com a proliferação das fake news, que coloca a credibilidade em xeque, tudo isso obrigatoriamente se aplica ao jornalismo esportivo. Com o agravante de que a editoria de esportes já é bombardeada frequentemente por lidar com um tema que envolve paixão.

O jornalismo esportivo, antes de ser esportivo, é jornalismo. E o bom jornalismo tem como missão prioritária a busca da verdade. Tudo o que a profissão não precisa neste momento é de mais combustível que coloque em dúvida seu valor.

Chegou a hora de todos pensarmos no que estamos fazendo. Audiência e cliques não justificam tudo.

Vizeu será santista e Vagner Love voltará ao Timão ou para o Flamengo. Ganso sairá da Europa para retornar ao São Paulo.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget