Quem precisa - e pode pagar - por Henrique Dourado?

SUPER ESPORTES: Após ser artilheiro do último Campeonato Brasileiro ao lado de Jô, ex-Corinthians - 18 gols cada -, Henrique Dourado terminou a temporada em alta. Para melhorar o desempenho pessoal, o atacante do Fluminense foi o artilheiro do ano, com 32 tentos anotados. Com isso, o Ceifador recebeu diversas sondagens de clubes nacionais interessados em contar com seu futebol. Balançado, e amargando problemas financeiros no tricolor carioca — chegou a ficar mais de dois meses sem receber —, o jogador manifestou o interesse de deixar as Laranjeiras.

Dourado, inclusive, não realizou nenhum jogo oficial pelo Flu em 2018, sendo que não foi sequer relacionado para o clássico contra o Botafogo, pelo Campeonato Carioca, no último sábado, deixando ainda mais claro que não veste mais a camisa tricolor. "Na quinta, ele chegou para mim e disse que não gostaria mais jogar, que não estava mais com a cabeça aqui, que a situação dele estava resolvida e que ele iria sair. Então, não posso fazer mais nada. Também já fui atleta. Ele tem esse direito", comunicou Abel Braga em entrevista coletiva após a partida.

Henrique Dourado, do Fluminense, interessa ao Flamengo - Foto: Buda Mendes/Getty Images
Desta forma, Henrique Dourado está livre para decidir seu futuro e escolher onde quer jogar. Com a situação com o Fluminense parcialmente resolvida - o interessado ainda precisará negociar valores -, o Ceifador está livre para se transferir. Porém, quem quiser contar com o futebol do artilheiro terá que realizar um investimento considerável para trazer o atacante para o seu elenco.

Existe uma cláusula no atual contrato do jogador com o Fluminense. O texto diz que, caso alguma proposta seja igual ou superior a 4,5 milhões de euros — R$ 17,8 milhões na cotação atual —, e Dourado chegue a um acordo com o clube interessado (salários, luvas e etc), o tricolor seria obrigado a cobrir a oferta. Com o clube das Laranjeiras fora da jogada, o valor para tirar o atacante do Rio de Janeiro deve sofrer uma queda. Após as saídas de Diego Cavalieri, Henrique e Gustavo Scarpa, Dourado passou a ter o salário mais alto do elenco tricolor: recebe cerca de R$ 350 mil mensais.

Mas, afinal, qual clube da Série A do futebol brasileiro precisa dos serviços do artilheiro em seu elenco? O Correio fez um levantamento para descobrir quais clubes estão sofrendo com a carência de camisas nove no mercado e enumera as opções que Dourado tem para a temporada: pelo menos sete times da Série A têm suas camisas nove vagas e estão no mercado em busca de um goleador.

Vítimas da debandada de atacantes que aconteceu nos principais clubes brasileiros após o fim da última temporada — Pratto, Jô, Roger, Ricardo Oliveira, entre outros trocaram de equipe e deixaram seus torcedores órfãos — Corinthians, Botafogo, Grêmio e outros são bons candidatos a receber o futebol de Henrique Dourado de braços abertos. Há também aqueles que estão satisfeitos com os artilheiros que possuem em seus elencos e não estão nem pensando em investir no artilheiro. Confira as possibilidades do Ceifador para a continuidade da temporada.

Qual camisa Henrique Dourado vestirá em 2018?

TEM ESPAÇO

Botafogo - Após perder o centroavante Roger para o Internacional, o Glorioso é um dos clubes onde os serviços de Henrique Dourado seriam bem recebidos. Porém, o alto investimento necessário para contar com o futebol do jogador poderia afastar um possível interesse do alvinegro carioca. Atualmente, Brenner é o dono da posição e o clube negocia com Gilberto para aumentar a concorrência ao posto.

Corinthians - Principal interessado no futebol do Ceifador, o Corinthians é uma das melhores opções para Henrique Dourado, que chegaria com o status de titular absoluto. O alvinegro paulista perdeu o atacante Jô, que foi o artilheiro do último Brasileirão, juntamente com Dourado, com 18 gols, para o futebol japonês. O clube, inclusive, negociou com o tricolor no início de janeiro, mas não obteve sucesso. Atualmente, o Kazim e Júnior Dutra disputam a posição.

Flamengo - Se fosse para o Rubro-Negro, o Ceifador viveria um impasse: chegaria com status de titular, mas só até maio, quando acaba a suspensão de Paolo Guerrero por doping. Depois desse período, os dois disputariam a vaga de titular. O clube conta ainda com os os jovens Felipe Vizeu e Lincoln para a posição. O Fla já demonstrou interesse em renovar o vínculo com o atacante da seleção do Peru, que vai até agosto, e também teria feito oferta ao Flu para contar com Dourado.

Grêmio - Também no time dos clubes que perderam seu principal camisa 9 na atual janela de negociações, o tricolor gaúcho é mais um time em que Dourado chegaria para assumir a posição. Recentemente, o atual campeão da Libertadores não renovou com Lucas Barrios, que foi o centroavante gremista durante boa parte da temporada passada. Para a posição, Renato Gaúcho conta apenas com Jael.

Santos - Após perder Ricardo Oliveira para o Atlético-MG, o alvinegro praiano é mais um clube que estava no mercado em busca de um centroavante. Apresentou Eduardo Sasha e aposta em Gabigol. Como o Menino da Vila também tem facilidade para jogar pelos lados, poderia fazer dupla com Henrique Dourado, exatamente como na época da parceria com Ricardo Oliveira.

São Paulo - Com a ida de Lucas Pratto para o River Plate no início de janeiro, o tricolor seria mais um clube em que Dourado chegaria para assumir a posição e ganhar o status de titular incontestável. O alto poder de investimento do clube do Morumbi também facilitaria a negociação. Atualmente, Brenner é o dono da vaga. Há uma negociação em andamento com Tréllez, do Vitória. Vale lembrar que o clube ainda não balançou as redes no Paulistão.

Vasco - São Januário é mais um lugar do Rio de Janeiro em que Henrique Dourado certamente seria bem recebido. Com compromissos pela pré-Libertadores pela frente, o cruz-maltino ainda não tem um camisa 9 que seja incontestavelmente o dono da posição. Atualmente, quem ocupa o posto é o argentino Andrés Ríos. O técnico Zé Ricardo conta ainda com Luís Fabiano no elenco, mas o Fabuloso estuda rescindir o contrato.

NÃO TEM ESPAÇO

Atlético-MG - Caso fosse contratado, Henrique Dourado teria que enfrentar uma concorrência de peso por uma vaga no ataque do Galo, já que o clube mineiro levouRicardo Oliveira, ex-Santos, para a vaga de Fred.

Cruzeiro - A Raposa é outro clube que não precisa dos serviços do artilheiro do último Brasileirão. Para resolver seu problema com a camisa 9, o clube mineiro contratou Fred, ex-Atlético-MG, para ser o dono da vaga do time de Mano Menezes.

Internacional - Após tirar o atacante Roger do Botafogo, o Colorado também não surge como uma boa opção para o Ceifador. Além do ex-alvinegro, o clube do Beira Rio-conta com Leandro Damião em seu elenco, o que elevaria bastante a concorrência pela vaga de centroavante.

Palmeiras - Mesmo estando sempre atento as possibilidades que surgem no mercado da bola, o Verdão não aparece como um dos prováveis destinos de Henrique Dourado no momento, já que conta com o colombiano Borja para a posição. 


Flamengo - Se fosse para o Rubro-Negro, o Ceifador viveria um impasse: chegaria com status de titular, mas só até maio.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget