Ramon divide méritos com os companheiros de Flamengo

GARRAFÃO RUBRO-NEGRO: Por Rafael Rezende

Para alcançar o primeiro lugar isolado do NBB 10, o Flamengo contou com Ronald Ramon inspirado. Ao lado de JP Batista e Marquinhos, o jogador foi um dos pilares do triunfo em cima de Mogi, por 77x71, na Arena Carioca 1. Tudo isso pode ser provado através das estatísticas: em 39 minutos, foram 21 pontos (sendo 15 em arremessos de três pontos), 11 de +/- e 23 de eficiência.

Seria injusto só citar números para comentar a atuação do dominicano. O impacto tem que ser medido, também, pela defesa. Shamell teve enormes dificuldades para passar por sua marcação. Em outros momentos, Tyrone sofreu. E, assim, o placar foi sendo construído. No fim, terminou jogando de ala, já que José Neto, cirurgicamente, colocou Marquinhos de ala-pivô após Pilar cometer a quarta falta. Inteligente, fez uma leitura sobre os principais componentes do duelo.

Foto: Staff Images
- O primeiro quarto foi muito ruim defensivamente. Começamos perdendo por 13x0, e tivemos que procurar nosso jogo defensivo. Vimos os erros, mudamos estilo e acho que isso modificou o panorama. Aí, começamos a marcar, viramos e tudo fluiu. Ainda assim, vejo que precisamos melhorar em alguns aspectos - analisou.

Ser líder momentaneamente deixa o ala-armador até feliz, mas não satisfeito. Para ele, as perspectivas estão à frente, mais precisamente, no encerramento da temporada regular. Portanto, o trabalho não pode parar.

- É bom ter a primeira colocação, mas sabemos que não vale nada agora. Todo jogo é importante, e nós precisamos avaliar onde erramos contra Mogi para melhorarmos diante da Liga Sorocabana. Pois, se perdermos, não vai adiantar. Temos que manter o foco nos objetivos que queremos ao final da temporada - estabeleceu.

Destaque, o dominicano vangloriou a força do plantel ao refletir sobre a participação individual. E utilizou o espaço para agradecer a união.

- É uma coisa boa para nós, pois temos jogadores que podem entrar e ajudar a qualquer momento. Isso, claro, é fruto do nosso elenco. Mas volto a repetir: precisamos melhorar. Vamos ver os vídeos para ajustar. Como qualquer atleta, você pode ter um dia ruim. O bom é que o José Neto tem confiança em mim. E o grupo também. Todos me deram força para chutar aquela bola diante do Pinheiros no final. Acertei e, hoje (ontem), foi o meu dia - sacramentou.

Ser líder momentaneamente deixa o ala-armador até feliz, mas não satisfeito.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget