Só boatos no Flamengo

Ninguém sabe exatamente que diabos o Rueda anda conversando com chilenos, equatorianos, uruguaios, colombianos, Smurfs e sei lá mais quem.

BOTECO DO FLA: Por Mercio Querido

Ninguém sabe quem vai tripular a potencial barca aparentemente capitaneada pelo Márcio Araújo indo para a Chape, ninguém sabe quem vem e se vem para reforçar o time para a nova temporada, ninguém sabe exatamente que diabos o Rueda anda conversando com chilenos, equatorianos, uruguaios, colombianos, Smurfs e sei lá mais quem.

A diretoria, já adequada ao calendário europeu no futebol, e totalmente alinhada com o comportamento tupiniquim da preguicinha que nos acomete nesse período antes e após as festas, segue sua modorrência habitual de finalzinho e começo de ano. Torno a dizer que nosotros do lado de cá ainda temos o direito de ficar apreensivos com isso, ainda que o direito de ficar surpresos já nos tenha sido retirado faz tempo por conta da repetição do comportamento.

Foto: Divulgação
Mas o texto de hoje nem é sobre os trabalhos ou não trabalhos da Smurfada. A mensagem hoje é solidária e de ajuda ao próximo.

Um novo tipo de vício, que em tempos idos era quase exclusividade da parte mais histérica, gananciosa e afoita da imprensa, se espalhou por todos os cantos das redes sociais. Não dá mais para fecharmos os olhos e os ouvidos, mesmo que essa seja a atitude mais sensata na maioria das vezes. SALVEM OS CLICKUDOS. Epa... “salvem” não caiu muito bem com os objetivos dessa postagem... Mas acho que vocês entenderam.

Se o clima do lado de cá do poder de decisão segue a mesma apreensão e “atonitês” vivida em 2017, tende a ficar ainda pior com a boataria industrial da multidão de “apuradores” ligada a pleno vapor.

Nem há muito o que possamos fazer em termos práticos. Facebook, Twitter, Instagram, Whatsapp, de todo lado chegam “informações” de bastidores, bombas prestes a explodir, potenciais contratos a serem assinados ou até mesmo “desassinados”.

Quem poderia ajudar um pouco, a diretoria, não colabora. Tirando os estratégicos e corretíssimos silêncios em torno das negociações em andamento para contratar um ou outro reforço (momento esperança), no mais, uma simples coletiva semanal pra botar os pingos nos is sobre determinados assuntos já serviria para amenizar.

Como o silêncio e a abstenção formam solo fértil e cheio de esterco para qualquer tipo de “notícia”, e como na nossa era “Black Mirror” (momento nerd) todo mundo é um potencial repórter cheio de fontes nunca reveladas, está feito o estrago. A quantidade de informação é tanta e disseminada de forma tão rápida e massiva, que muitas vezes não dá nem tempo do povo parar e pensar um pouco antes de compartilhar e... BANG... Fazer exatamente o que os clickudos pretendem e necessitam.

E o mais injusto (ou talvez até mesmo justo por conta do silêncio) é que quem acaba pagando o pato e levando a culpa por coisas que merece e de bônus leva um monte de outras acusações que não merece, acaba sendo mesmo a diretoria.

Como doutrinava Chacrinha... Quem não se comunica se trumbica.

Bora torcer.

Isso aqui é Flamengo.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget