Basquete do Flamengo leva mais torcida que Fluminense no Carioca

GOAL: Não é surpresa para ninguém que o Campeonato Carioca não desperta mais grandes paixões no torcedor. Ano após ano, os clubes observam a média de público cair e o interesse pelo chamado campeonato mais charmoso do Brasil ser perdido. Apesar do estadual ser uma marca registrada do Rio de Janeiro, um dado preocupante para os fãs do futebol chama atenção: o público do Flamengo no NBB (Liga Nacional de Basquete) consegue ser superior ao registrado nos jogos do time principal do Fluminense nas últimas duas rodadas realizadas nos Estado.

No último dia 03, Flamengo e Paulistano receberam 2.643 pagantes na Arena Carioca 1, na Barra da Tijuca. Enquanto isso, o Tricolor, que neste mesmo dia encarava o Macaé em busca da classificação para a fase semifinal da Taça Guanabara, contava com o apoio de apenas 654 torcedores no estádio Los Larios.

Torcida do Flamengo em jogo de basquete - Crédito: Nayra Halm/fotodojogo
E a superioridade Rubro-Negra não para por aí. No clássico carioca entre Fla e Botafogo, o público foi de 2.783 presentes, superior a média do Tricolor no Cariocão, que é de 2.601 torcedores por partida. Vale lembrar que para atingir este índice, o clube das Laranjeiras também enfrentou o Alvinegro na Taça Guanabara, no Maracanã, o que é até o momento sua partida com mais torcedores presentes no ano, com 8.538 torcedores. A supremacia nas arquibancadas do basquete flamenguista não se limitou ao clássico carioca. Em outras duas oportunidades (considerando apenas as últimas cinco partidas) o número de fãs do Fla bateu a média do tricolor neste início de temporada.

Até o momento, o time de Guerreiros levou aos estádios 10.923 pessoas em 2018, ficando em último lugar entre os quatro grandes clubes do Rio de Janeiro. O Botafogo, terceiro colocado neste quesito, registra quase o dobro: 19.708, com média de 3.941 torcedores por jogo.

EFEITO ÍDOLO

Carente de ídolos em campo, processo que teve início ainda na gestão Peter Siemsen, que dispensou o atacante Fred sob a alegação de que o jogador gerava um elevado custo aos cofres da entidade, os torcedores do Fluminense viram a situação ficar ainda mais grave após a chegada do novo ano. Já sob a batuta do Presidente Pedro Abad, o clube dispensou todos os atletas que ainda geravam interesse midiático entre os torcedores. Os números indicam que as dispensas de Henrique, Diego Cavalieri e as saídas de Gustavo Scarpa e Henrique Dourado aumentaram ainda mais o distanciamento dos fãs com o seu clube de coração.

Utilizando mais uma vez o exemplo do basquete, o Flamengo buscou por em prática uma política inversa do tricolor. Investiu na contratação do ídolo Anderson Varejão e viu o interesse dos torcedores crescer ainda mais por sua equipe. Logo na estreia do atleta, que brilhou nos últimos anos na NBA (liga norte americana de basquete), o clube da Gávea registrou o recorde de público na temporada na partida contra o Campo Mourão. Neste dia, quase 4 mil pessoas voltaram à Arena Carioca para ver de perto o jogador em ação. Número que o time de futebol do Fluminense conseguiu bater apenas uma vez em 2018, sendo que isso foi registrado no clássico contra o Botafogo, quando as duas torcidas dividiram o estádio do Maracanã.

A equipe da Goal buscou contato com a assessoria de imprensa do Fluminense para saber quais medidas estão sendo tomadas para que o quadro se reverta, mas a única resposta recebida foi de que a direção do clube estuda alternativas.

O público do Flamengo no NBB consegue ser superior ao registrado nos jogos do time principal do Fluminense.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget