Everton Ribeiro revela porque escolheu o Flamengo

LANCE: Sereno e tranquilo, Everton Ribeiro recebeu a reportagem do Lance! de forma pacata. Faltavam ainda uma hora para o início das atividades da tarde no Ninho do Urubu e o jogador não tinha pressa. Não é só isso. O ano de 2018 parece que tem tudo para render frutos para o camisa 7. Atuando no meio de campo, revezando função com Lucas Paquetá, Ribeiro está mais a vontade e pronto para realizar o seu grande sonho: ser campeão no Rubro-Negro.

E o sonho de defender o Flamengo foi o diferencial para o meia escolher o Rio de Janeiro. Com propostas de clubes como Palmeiras e Cruzeiro, ele preferiu  o Flamengo e a Cidade Maravilhosa. Não se arrepende.

- Já tinha uma conversa, desde 2016, eu também tinha essa vontade de jogar no Flamengo. Quando apareceram os outros clubes, eu já estava apalavrado e acho que estava tudo certo, então não tinha porque mudar. A minha vontade de jogar aqui, realizar esse sonho, pesou - revelou.


Não só isso também. Ele acreditou no projeto que o clube ofereceu. Não foi apenas a proximidade da Seleção Brasileira que seduziu o jogador. O Flamengo falou por si só.

- Principal motivo que voltei mesmo foi o projeto do Flamengo. Quando pintou a oportunidade, eu não pensei duas vezes. A Seleção é consequência do que eu fizer em campo. Se a equipe estiver bem, se eu estiver em alto nível, fazendo a equipe jogar. Se vier a convocação, vou ficar muito feliz, com certeza. É uma vontade que tenho de voltar, mas meu objetivo principal agora é fazer um bom trabalho aqui e ser campeão com essa camisa - disse.

Questionado se o clube é o deixa em um patamar mais acima para um futura convocação, ele foi direto:

- Com certeza. Ainda mais num time que move multidões como o Flamengo. É lógico que estamos mais em evidência. Se estiver bem aqui, pode pintar uma convocação - disparou.

PRÉ-TEMPORADA: O DIFERENCIAL PARA NOVA FASE

Apesar de ter jogado somente cinco jogos no ano, Everton Ribeiro está mais solto no Rubro-Negro. No ano passado, realizou 40 partidas e marcou sete gols, mas foi criticado em alguns momentos. A contratação cara aos cofres do Flamengo, virou motivo de insatisfação da torcida. E ele tem a resposta: a pré-temporada. Entre Oriente Médio e Brasil, o meia ficou sem férias por mais de um ano. O corpo pediu arrego.

- O que mais pesou mesmo foi não ter feito uma pré-temporada, ter emendado uma temporada na outra. Foram muitos jogos, queira ou não o corpo acaba pedindo um descanso. Esse ano vem sendo diferente, começando um trabalho desde o início do ano, junto com todo mundo, e essa pré-temporada foi muito bem aproveitada, tem tudo para ser um excelente ano - afirmou, completando em seguida:

- Acho que o ritmo, com poucos jogos você acaba pegando, mas o acúmulo de jogos, o corpo acaba sentindo. É normal. Quem já está acostumado sente, imagina quem vem de outra temporada, onde tem um ritmo mais leve. Foi bom para ter um aprendizado e agora é começar um novo ano.

MUDANÇA DE TREINADOR E DE POSICIONAMENTO

Não foram poucas vezes que Everton Ribeiro foi para o banco de reservas do Flamengo. Em especial com Reinaldo Rueda. O colombiano enxergava Everton como um meia, assim como Diego. Por isso, optava pelo camisa 10 como titular, sem utilizar o camisa 7 na equipe principal.

Já o novo treinador, Paulo César Carpegiani fez testes. E viu que Everton poderia atuar ao lado de Diego. E de Lucas Paquetá. E de Everton. Ele criou um esquema com uma linha de quatro, onde eles revezam posição. Assim, soube aproveitar todas as principais peças no time titular. Entre elas, Everton Ribeiro.

- Não tenho preferência não por posicionamento. Esse ano estou mais centralizado, trocando bastante com o Diego, o Paquetá e o Éverton. Essa questão estamos conseguindo levar, a equipe está bem estruturada - opinou o camisa 7, lembrando a mudança no comando técnico de um ano para o outro:

- Sobre a troca de técnicos, cada um tem um estilo de jogo e precisa de um tempo para adaptar. Isso faltou um pouco no ano passado, conforme vai trocando é um novo trabalho que começa é mais difícil. Espero que agora a gente tenha uma sequência com o Carpegiani, siga um longo caminho juntos para poder aprender o que ele tem a nos ensinar e que dê certo dentro de campo - completou.

GAROTOS DE OURO
O atual elenco do Flamengo é formado por uma mescla de jovens jogadores e atletas mais renomados. E a geração dos garotos criados no clube estão rendendo frutos. Fato que anima Everton Ribeiro. Para ele, atuar ao lado de jovens valores, é fundamental para se formar um time vencedor.

- São garotos que tem muita qualidade, estão conseguindo mostrar no profissional. Já tem alguns, como o Paquetá, o Vinícius Júnior, que já estão consolidados e outros muito bons que estão surgindo também. Esse ano é o ano que eles podem nos ajudar ainda mais e se firmando na equipe principal.

VEJA OUTROS TRECHOS DA ENTREVISTA EXCLUSIVA

Tempo no Flamengo
Foram bons momentos desde a chegada, a estreia, conviver com essa torcida, este grande clube. Eu estou muito feliz aqui no Flamengo. Tivemos a infelicidade de chegar em duas finais importantes e acabar não conquistando. Agora é focar neste novo ano, um ano que promete, começou muito bem e a gente espera que seja uma grande temporada.

Flamengo quase campeão em 2017 em torneios importantes
​Acho que todos os campeonatos são importantes. A gente não pode privilegiar nenhum. Estamos defendendo o Flamengo em várias competições e vamos buscar chegar na maioria delas. É ter muita atenção em todos os jogos. Temos um elenco grande para isso. Para em cada jogo ter o melhor.

Jogador quando quer sai do clube?
Não, acho que não. Vai muito dos dois lados. Enquanto estava lá, tive uma proposta da China, era muito boa pra mim, mas o clube não quis. Tem que valer para os dois e ver o que é melhor para todos.

Principal objetivo para 2018
Buscar o melhor do meu futebol, os títulos que passaram perto. Esse ano temos um grupo ainda mais forte, muita gente subindo, o grupo ainda mais entrosado. Já começamos bem, espero que a gente mantenha durante a temporada.

Como foi a vida no Oriente Médio
Estava bem, adaptado, o pessoal não queria muito que eu saísse. Mas, quando pintou o Flamengo, foi uma oportunidade que eu já tinha tido em 2016, quando estava lá ainda, mas não deu certo. Novamente, abriu essa possibilidade, já tinha dois anos e meio lá e muita vontade de voltar. Deu tudo certo e hoje estou aqui, muito feliz e podendo realizar o sonho de jogar no Flamengo.

Com propostas de clubes como Palmeiras e Cruzeiro, ele preferiu o Flamengo e a Cidade Maravilhosa. Não se arrepende.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget