Flamengo dá bem o primeiro passo de 2018

FALANDO DE FLAMENGO: Por Sorín

Deu a lógica no campeonato de existência ilógica. Flamengo Campeão da Taça Guanabara de forma invicta e levando apenas um gol até agora no Estadual.

O time começou meio bugado o confronto com o Boavista em Cariacica. Serve até como sinal de alerta para muitos momentos do restante da temporada, para que todo confronto com equipes bem fechadas, como no caso desse domingo, não venha a se tornar um pesadelo. Nossos laterais, um pouco por determinação do Carpegiani com os corretos cuidados defensivos, e um pouco por falta de talento mesmo, acabam não apoiando o ataque e nosso meio criativo pode ter dificuldades em furar o bloqueio adversário através da meiúca.

Presidente do Flamengo comemorando título com jogadores - Foto: Gilvan de Souza
No segundo tempo as ações melhoraram substancialmente. A bola aérea voltou a ser a tônica (25 no jogo todo) e, apesar dos pesadelos que essa estratégia simplória provocou em muitos momentos do ano passado, os caminhos para a Taça acabaram sendo encontrados pelo alto mesmo. No lance do gol contra do Kadu, mesmo se o zagueiro dos caras não tocasse para o fundo das redes o zero sairia do placar. Atrás dele, três jogadores nossos estavam livres para concluir o lance.

O time já estava melhor que o Boavista e o gol serviu para desequilibrar de vez as ações. Não só o gol, mas a entrada do Vinícius Jr incendiou o jogo, e até mandar adversário lesionado pro vestiário por conta de um drible rolou. Merecidamente o garoto acabou marcando o gol da vitória. Ainda que mesmo após 675 repetições do lance não dê pra ter certeza se houve ou não o desvio.

Nossos 10 atuaram bem. Tanto o que veste a 10, quanto os 10 que vestem 7, 11 e 20. Carpegiani mandou bem na declaração após o jogo, dizendo que tem vários titulares, mas que só pode escalar 11 para o início de cada confronto.

Muita gente desmerecendo, principalmente na arcoirizada, a conquista. Embora seja obrigação ter consciência de que a Taça Guanabara não exibe mais o glamour de tempos idos, ela (como também o Estadual) a cada ano terá um peso maior no início da temporada. Tudo isso por conta do declínio financeiro e desportivo do trio ternura que debate entre si quem seria nosso maior rival. O treco caminha pelo raciocínio inverso mesmo. Como não ganhar uma competição que você praticamente disputa sozinho? Se você não consegue vencer nem de si mesmo…

Diga-se de passagem, hilário ver a arcoirizada desdenhando da conquista nas redes sociais. Na linha do “contra o Boavista é mole”, fingem esquecer que seus times não tiveram competência sequer de chegar até a Final. Dois deles nem a semifinal conseguiram.

Os cães ladram e a caravana passa. FLAMENGO CAMPEÃO DA TAÇA GUANABARA 2018.

Bora torcer.

Isso aqui é Flamengo.

PETISCOS

. QUEM SERÁ QUE SERÁ? Dez dias para a estreia e o Carpegiani admitiu que ainda não escolheu o substituto para o Cuéllar no jogo contra o River. Vocês têm opinião formada sobre quem deveria ser o escolhido?

. DE OLHO NO RIVER. Dos 28 clubes que disputam o Argentinão, o adversário da primeira rodada da Liberta se encontra na humilde posição 19. Estamos de olho.

. MAIS UM CASO. A bulha no Ba-Vi começou por causa de uma comemoração de gol. Assim fica difícil do futebol respirar, ainda que seja por aparelhos.

. SEMPRE MAESTRO. Questionado sobre as Cenas Lamentáveis na Bahia, Júnior não se esquivou e admitiu… “já tive participação”.

. NUNCA JUNINHO. E não é que o cara realmente não participou da transmissão do jogo? O novo mundo do poder das redes sociais. Black Mirror puro.

. ESTOQUE DE BOLAS. Teve tanto chutão sem direção e pro alto de longa distância no Flamengo e Boavista, que se o jogo fosse em um estádio menor, como o do Bangu por exemplo, tava arriscado a partida se encerrar por falta de bola.

MESA DA ARCOIRIZADA

. SEM SURPRESAS. Apesar de a sabedoria popular ditar que “o futebol é uma caixinha de surpresas”, e apesar da preocupação cruzmaltina com os efeitos da altitude, o Vasco não perde essa vaga na fase de grupos nem se o jogo for na lua.

. ACORDO INSTÁVEL. É nítida nas entrevistas dos nossos jogadores que houve orientação para ter cuidado com as declarações sobre o chororô. Certo e errado. Se por um lado há que se ter cuidado por conta da intenção de utilizar o Engenhão na temporada, já que o povo do lado de lá é sensível, por outro mostra que a comemoração não se repetirá no Clássico do próximo dia 3.

. FAZER O QUE? Quase acertada a ida do Fla-flu para Cuiabá. Nem tem como questionar. De um lado o mar de prejuízos do Carioqueta, do lado de lá, cota fixa e custo zero. O campeonato virou Produto Tipo Exportação por caminhos contrários. A má qualidade definiu o selo.


Diga-se de passagem, hilário ver a arcoirizada desdenhando da conquista nas redes sociais.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget