Flamengo paga todas concentrações do Nova Iguaçu no Carioca

Sem querer querendo, o presidente do Nova Iguaçu faz uma comparação e dá pistas sobre a negociação para jogar em Brasília.

CORREIO BRAZILIENSE: Pequenos jogos, grandes negócios… Mandante da partida deste domingo contra o Flamengo, às 17h, no Mané Garrincha, pela quinta rodada da Taça Guanabara, o presidente do Nova Iguaçu, Jânio Moraes, diz que o valor recebido para jogar em Brasília paga pelo menos uma conta do clube no Campeonato Carioca.

“Eu tenho despesa com 11 concentrações. Por contrato, não posso revelar quanto recebi, mas paga as 11”, calcula em entrevista por telefone ao blog, referindo-se aos cinco jogos do primeiro turno e aos seis do segundo.

Jânio evita falar em cifras durante a conversa. Entretanto, durante a conversa, é lembrado de que o Nova Iguaçu costuma disputar jogos badalados contra o Flamengo. O mais famoso deles, a estreia de Ronaldinho Gaúcho com a camisa rubro-negra, em 2011, no Estádio Nilton Santos.

Foto: Divulgação
Sem querer querendo, o presidente do Nova Iguaçu faz uma comparação e dá pistas sobre a negociação para jogar em Brasília. 

“Nós perdemos aquele jogo (da estreia de Ronaldinho) no finalzinho. Foi uma pena. O Engenhão estava cheio naquele dia. Tá aí, pra você ter uma ideia, eu vou receber pra jogar aí, no Mané Garrincha, metade do que eu faturei na divisão da renda daquele jogo. Aí você calcula aí (risos). Mas estou muito feliz com esse jogo aí”, pondera.

A estreia de Ronaldinho Gaúcho com a camisa do Flamengo teve renda de R$ 1.081.600. O Flamengo ficou com R$ 342.771,69 líquido. O Nova Iguaçu ficou com R$ 228.514,46. Em tese, o clube carioca recebeu pouco mais de R$ 100 mil para mandar a partida em Brasília, sem contar passagens aéreas e hotel por conta do ex-jogador e hoje empresário Roni, promotor do jogo.

O presidente do Nova Iguaçu atribui a venda do manda de campo ao fato de o estádio que tem o nome dele — Jânio Moraes — ter capacidade para apenas 3 mil pessoas.

“Nós não podemos receber os grandes lá. Tive propostas de Campo Grande (MS) e de Uberlândia (MG), mas optamos pelo Mané Garrincha. Brasília é Brasília, a torcida do Flamengo aí é muito grande”.

Como o regulamento do Campeonato Carioca permite mandos de campo fora do estado na primeira fase, Jânio Moraes não descarta receber o Botafogo fora do Rio, em 21 de fevereiro, pela primeira rodada da Taça Rio. “É uma possibilidade”, desconversa.

Antes de terminar a conversa, Jânio dá uma alfinetada bem-humorada no Flamengo. 

“Sabe essa festa toda que estão fazendo pela conquista do título da Copa São Paulo (de Futebol Júnior)? O Flamengo tem que me mandar 30% da taça. Três jogadores titulares são nossos, começaram aqui no Nova Iguaçu, anota aí: Ramon, Bill e Vitor Gabriel. Todos ótimos meninos. Temos uma relação forte com o Flamengo”, orgulha-se o cartola.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget