Flamengo rejuvenesce elenco para a disputa da Libertadores

EXTRA GLOBO: Elenco mais novo, mas um cuidado maior que no ano passado. A defesa em busca do equilíbrio entre veteranos que precisam dosar suas participações e jovens recém-formados no clube é o principal detalhe da lista que o Flamengo confirmou para a primeira fase da Libertadores.

Com a divulgação dos trinta nomes enviados à Conmebol na segunda-feira, ficou claro que o sistema defensivo requer atenção mais uma vez, após falhas que resultaram na eliminação ano passado. Havia dúvida sobre o aproveitamento do veterano Juan amanhã, na estreia diante do River Plate, mas o jogador treinou bem e vai para a partida.

Lucas Paquetá, Vizeu e Vinicius Júnior no Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
A média de idade da equipe na edição 2018 do torneio é de 24,5, um ano a menos do que em 2017, quando foi de 25,5. A zaga, na média, também rejuvenesceu. Caiu de 29,2 para 28 anos. A questão é que a defesa titular, formada por Réver (33) e Juan (39), tem média de 36 anos. O dobro da média entre Thuler e Leo duarte, que compõe a lista de defensores, com 18 e 19 anos respectivamente.

A diferença é que ano passado o Flamengo tinha Rafael Vaz (28) e Donatti (30) como opções experientes. Agora, tem apenas Rhodolfo (31), substituto natural de Juan. O zagueiro de 39 anos vem se recuperando de dores nas costas e no tornozelo. Poupado da maioria dos jogos — só disputou dois dos nove — o zagueiro perdeu ritmo de jogo, já que a ideia era utilizá-lo pelo menos contra o Fluminense.

Doze mudanças e jovens no meio-campo

Apesar da mudança de três nomes na defesa, o setor do Flamengo com mais alterações é o meio-campo. Na temporada anterior, estavam inscritos Márcio Araújo, Mancuello, Gabriel, Conca e Matheus Sávio na Libertadores. Todos esses deixaram o clube e entraram na lista esse ano Everton Ribeiro, Jonas e Jean Lucas. Ronaldo é outro jovem inscrito, pelo segundo ano seguido.

Além de Rhodolfo e Thuler, Diego Alves e Kleber são outras novidades no setor defensivo, enquanto Marlos Moreno, Henrique Dourado, Vinicius Júnior, Geuvânio e Lincoln aparecem no ataque.

Ano passado, estiveram na lista Leandro Damião, Berrío e Marcelo Cirino. Berrio segue lesionado gravemente e volta só em outubro. Ele deve substituir o atacante Felipe Vizeu, que também é opção ofensiva, mas segue para a Udinese em meados de julho. O meio-campo Ederson também se recupera, de um câncer, e pode voltar adiante. O contrato do jogador se encerra em julho, mas se conseguir atingir níveis de competição pode ser uma opção caso o Flamengo necessite trocar algum atleta em uma eventual segunda fase.


A média de idade da equipe na edição 2018 do torneio é de 24,5, um ano a menos do que em 2017, quando foi de 25,5.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget