Flamengo voltará a ter time de vôlei feminino

LANCE: “Queremos fazer um voo longo no vôlei, um esporte com história de sucesso aqui no Flamengo. Mas sempre com austeridade e com responsabilidade”.

Assim Marcelo Vido, atleta olímpico do país no basquete e atual diretor de esportes olímpicos do clube, define o projeto para montagem de uma equipe feminina no decorrer do ano.

O desejo não é novo, mas a decisão aconteceu apenas no fim de 2017, em um pacote que beneficiou também ginástica artística, natação e judô, outras modalidades tradicionais na Gávea. A diferença do vôlei para as demais é o tempo para o planejamento. Como o objetivo de disputar novamente a elite feminina passa obrigatoriamente pela participação na Superliga B, normalmente realizada a partir de dezembro, não existe pressa.

Foto: Divulgação
– A ideia de voltar a disputar uma Superliga é antiga. Até tentamos dois anos atrás, no masculino, sem muito planejamento. E acabou que não deu certo. No fim do ano, o clube decidiu investir em mais modalidades e o vôlei era a única que não tínhamos equipe adulta. Vamos traçar o caminho exigido, que é passar pela Superliga B e respeitar os passos que devem ser dados, para depois pensar em jogar a Superliga – disse Vido, no clube desde 2013, início da gestão do presidente Eduardo Bandeira de Mello.

Vido garantiu que o clube separou “uma verba carimbada” para a montagem do time feminino. Isso não exclui a possibilidade da busca por patrocinadores no mercado.

– Nada impede de buscarmos o recurso. Hoje temos uma categoria de base estruturada, com preparador físico, médico, mais um técnico. E toda a parte de preparação física, fisiologia… Então nosso investimento será contratar atletas. Mas a ideia não é trazer todas de fora. Queremos privilegiar nossa base, usar atletas formadas aqui e completar com mais experientes – revelou o dirigente.

O processo de contratação de atletas começará, verdadeiramente, nos próximos meses, com a aproximação do término da atual Superliga.

– Estamos discutindo, fazendo reuniões. Mas enquanto não terminar a Superliga fica difícil. Mas não quer dizer que não estejamos atentos ao mercado – completou Vido.

Alexandre Dantas é um dos principais nomes do projeto. Gerente de vôlei do Flamengo, ele já foi confirmado pelo site oficial do clube como treinador da equipe feminina. Neste mês, ele também foi convidado pela CBV para ser o supervisor das Seleções masculinas de base. Dantas será o responsável pela montagem do elenco.

– Eu fico em uma posição privilegiada para observar os jogadores e jogadoras importantes para o Flamengo. Lógico que o sonho é pessoal, a satisfação é pessoal, ela conta, ela motiva, mas não há a menor dúvida de que nesse momento, envolvidíssimo no propósito de fazer do clube um plano de voleibol vitorioso, o fato de estar na Seleção cria uma posição de referência, destacada, que pode emprestar valor ao nosso projeto – disse ele ao site oficial, semanas atrás.

SESC E FLAMENGO JUNTOS?
Sobre os rumores do fim do patrocínio do Sesc aos times masculino e feminino ao fim desta temporada, Marcelo Vido diz estar acompanhando o noticiário pela imprensa. E, assim como está fazendo com o mercado de atletas, mantém os radares ligados, em busca de oportunidades.

– Não conversamos com ninguém do masculino e do feminino. O que sei sobre isso foi o que li na imprensa. Mas uma parceria como essa precisaria envolver mais recursos, com participação do marketing. E precisaria ser uma oportunidade boa para os dois lados. Se houver alguma chance quero discutir, negociar. Se for bom para o vôlei do Rio, para o Flamengo, pra eles, se o regulamento da CBV permitir, temos interesse em discutir. Grandes oportunidades não se descartam, mas devem andar em paralelo com o que já temos – revelou.

HISTÓRIA VENCEDORA
Falar do vôlei do Flamengo remete ao início dos anos 2000. Na temporada 00/01, o título da Superliga feminina foi disputado contra o Vasco. E o clássico do futebol terminou com três vitórias do Rubro-Negro em quatro jogos contra o Cruz-Maltino. Maracanãzinho lotado, e estrelas do naipe de Virna, Leila, Fabi, Fernanda Venturini, Ida…

Vido garantiu que o clube separou “uma verba carimbada” para a montagem do time feminino.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget