Kleber Leite elogia Everton Ribeiro, mas reprova Renê

Contribuiu, e muito, para que o torcedor do Flamengo ficasse com “a pulga atrás da orelha”.

KLEBER LEITE: Gostei:

. O que mais gostei foi da flagrante recuperação de Éverton Ribeiro que, pela idade e, pelo fato de em dois Campeonatos Brasileiros ter sido protagonista, estava realmente devendo. Claro que o fato de ter se afastado de um centro competitivo – e, de não ter feito a pré-temporada no ano passado – contribuiu, e muito, para que o torcedor do Flamengo ficasse com “a pulga atrás da orelha”.

Hoje, o dinamismo de Éverton Ribeiro, principalmente no primeiro tempo, começou a espantar a desconfiança do torcedor.

. A nossa zaga, muito bem no jogo. Por cima e por 'baixo, Juan e Rhodolfo estiveram perfeitos. Como prêmio, o lindo gol de Rhodolfo, no último minuto do jogo.

Everton Ribeiro em Flamengo x Nova Iguaçu - Foto: Gilvan de Souza
. Achei válida a iniciativa de Carpegiani de começar o jogo com apenas um volante, no caso, Cuellar. Experiência válida, pois em várias oportunidades nesta temporada vamos nos deparar com idêntica situação. Em tempo, Cuellar foi muito bem. Bela partida.

. Para encerrar o lado positivo, ou seja, do que gostei, alguns momentos de Lucas Paquetá, principalmente, no primeiro tempo.

Não gostei:

Do tempo perdido. Depois de se anunciar durante toda semana que Éverton 22 seria o lateral esquerdo, com Vinícius Júnior compondo o lado esquerdo de ataque, Carpegiani que, pelo jeito, ainda não sabe quem é quem no Flamengo, escala Renê na lateral, com Éverton de 11 e, não de 22. Bola fora… perda de tempo…

. A substituição, com a entrada de Vinícius Júnior no lugar de Lincoln, foi equivocada. Não que duvide da competência de Vinícius Júnior, nem que morra de amores por Lincoln, apenas para registrar que para sair Lincoln, deveria ter entrado outro centroavante. E que ninguém me venha dizer que não temos. Aproveito, para mais uma vez, neste início de fevereiro de 2018, reafirmar que muito em breve, Vítor Gabriel será o dono da camisa 9. Com todo respeito ao Ceifador… Questão de tempo…

Pelo que tenho visto, concordo plenamente com meu amigo Fernando Versiani que, com todos os jogadores à disposição, entende que Éverton 22 deve ser efetivado na lateral esquerda, e que do meio pra frente, até que se prove em contrário, é isso: Cuellar, Arão, Diego e Éverton Ribeiro; Vinícius Júnior e Ceifador.

-

A semifinal será contra o Botafogo, com o Flamengo jogando pelo empate. Há no ar um comentário de que a Federação vai marcar este jogo, para sábado que vem, no Engenhão. O problema é que isto contraria o regulamento, que prevê o jogo no campo da equipe com melhor performance. Desta forma, o jogo pode ser em qualquer estádio que o Flamengo venha indicar, menos no campo do seu adversário, pois aí seria o caso de abrir mão da primeira vantagem, que é jogar no seu campo. A segunda vantagem, como já disse, é o Flamengo jogar podendo empatar.

Como sempre disse mestre Zagalo, “vantagem é para ser usada.” Aguardemos…


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget