Laterais são o ponto fraco do Flamengo em 2018

GOAL: O início de trabalho do técnico Paulo César Carpegiani no Flamengo é muito positivo. Ele conseguiu ajustar a equipe e emplacou 8 jogos sem derrotas no Campeonato Estadual. Agora, a brincadeira vai ficar mais séria, já que na próxima quarta(28), o Rubro-Negro estre na Copa Libertadores da América.

Com um meio-campo de qualidade, e uma defesa que tem se mostrado firme, o Flamengo vai se transformando em uma equipe forte mas têm nas laterais o seu calcanhar de aquiles, o setor é de longe o que causa mais preocupação entre os torcedores.

Com Renê e Trauco como opções no lado esquerdo, Carpegiani tem dois jogadores com características diferentes, o primeiro fecha melhor a defesa mas tem dificuldade no ataque, o segundo chega com qualidade na linha de fundo mas peca na marcação. Nem um nem outro resolvem 100% dos problemas do treinador.

Renê, Trauco e Pará, laterais do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
Do lado direito, Pará tem certo equilibrio entre ataque e defesa, mas suas atuações andam abaixo do que o time como um todo vem produzindo. Tem errado muitos cruzamentos e sofrido com bolas nas costas. Rodinei, por sua vez, tem dificuldades na obediência tática e muitas vezes se mostra afobado em campo.

Para atuar da forma que Carpegiani vem montando o Flamengo, com quatro meias e apenas um volante de marcação a frente da zaga, o treinador precisa do comprometimento dos laterais, que devem subir pouco e fechar os espaços atrás. Desta forma, o comandante segue na dúvida sobre qual dos dois entre os quatro deve escolher para iniciar a partida contra o River Plate.

Ciente dos problemas na lateral, a diretoria não descarta contratar mas vê o mercado com poucas opções no setor e deposita a confiança nos atletas do elenco. Em recente entrevista ao canal Fox Sports, o diretor executivo do clube saiu em defesa dos jogadores que tem como opção no elenco e citou justamente a carência de atletas nesta posição no futebol brasileiro.

"Os nossos laterais, como eu disse, em algum momento já deram retorno ao Flamengo, estiveram bem, e alguns deles estão bem. É início de temporada. Os quatro citados aqui (Pará, Rodinei, Renê e Trauco) têm aproximadamente 35 dias, 36 dias de trabalho, e o Flamengo teve uma campanha consolidada. Jogadores que conhecem o clube hoje já, mais adaptados, bem mais adaptados. E se você for ver no futebol brasileiro em si, têm determinadas posições que cada vez menos estão surgindo posições. Nós hoje não vemos uma possibilidade, a nível mercado, que venha nos trazer um valor superior, uma melhoria do que temos. Por enquanto, são eles sim".

O Flamengo encara o River Plate na próxima quarta-feira(28), no Engenhão, a partida é válida pelo primeiro jogo da fase de grupos da Copa Libertadores da América. Até o momento, o Rubro-Negro terá que atuar com os portões fechados.

E a diretoria não descarta contratar mas vê o mercado com poucas opções no setor e deposita a confiança nos atletas do elenco.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget