"Minha pré-temporada foi perfeita", diz Diego Alves do Flamengo

SITE OFICIAL DO FLAMENGO: Antes do importante confronto internacional, o clássico local. É dessa forma que pensa Diego Alves, o escolhido do dia para conceder entrevista coletiva na Sala de Imprensa Victorino Chermont após o treinamento da manhã desta sexta-feira (23). Apesar de todo o clima de expectativa envolvido na estreia pela Conmebol Libertadores Bridgestone, a partida mais importante é sempre a próxima.

"Teremos um jogo importante contra o Fluminense. É normal que se crie esse ambiente de Libertadores por estarmos perto da partida, mas enfrentaremos o Fluminense antes. Estamos concentrados e queremos seguir em uma crescente", afirmou o goleiro rubro-negro.

Diego Alves, do Flamengo - Foto: Marcelo Gonçalves
O retorno do camisa 1 aos gramados ocorreu na goleada por 4 a 0 diante o Madureira, após fraturar a clavícula no primeiro duelo pela semifinal da Conmebol Sul-Americana da última temporada, contra o Junior Barranquilla. Diego analisou seu desempenho na partida.

"Me senti muito bem contra o Madureira. Contra eles, fui bem exigido, porque houve bastante jogo com os pés, orientação, comando. Às vezes resumimos a atuação dos goleiros somente às defesas, e geralmente não é assim. Há várias situações de jogo, de posicionamento, que você precisa estar bem colocado para fazer uma defesa relativamente fácil. Então me sinto bem, 100% recuperado. E também com a cabeça boa, o que me leva a tomar as decisões certas durante as partidas", disse.

Um longo processo de recuperação, iniciado pelos profissionais do Centro de Excelência em Performance do Flamengo (CEP FLA) e complementado pelos preparadores de goleiros Rogério Maia e José Jober, fizeram com que o retorno de Diego Alves ocorresse no tempo ideal. O craque que protege o gol rubro-negro explicou o caminho percorrido até o retorno.

"Minha pré-temporada foi praticamente perfeita. Durante um período, não pude trabalhar a parte superior, então aperfeiçoamos bastante a parte de fortalecimento de perna, de velocidade, de reação e de força. Com as semanas passando, passamos a introduzir a parte de pegada e firmeza, até chegar a hora da caída e de entrar com o time. Nesse tempo não vim três meses parado, estive ativo e inclusive treinei nas minhas férias", ressaltou.

Apesar de todo o clima de expectativa envolvido na estreia pela Conmebol Libertadores Bridgestone, a partida mais importante é sempre a próxima.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget