Palmeiras, Flamengo, Corinthians e São Paulo usam um só volante

ESPN: Palmeiras, Flamengo, Corinthians e São Paulo vêm chamando a atenção neste início de temporada por uma similaridade em suas táticas: os quatro times estão jogando com apenas um volante de contenção, em uma novidade que parece ter chegado para ficar.

Veja como cada um se ajeitou, e quem está ficando no banco:

PALMEIRAS
O volante: Felipe Melo
Os outros do meio-campo: Tchê Tchê, Lucas Lima
Quem fica no banco: Thiago Santos, Bruno Henrique, Moisés

Roger Machado tem uma ideia clara para seu meio-campo: Felipe Melo é o jogador que fica fixo na frente dos defensores e ajuda na saída de bola com seu passe de qualidade, enquanto Tchê Tchê, teoricamente seu companheiro na "volância", é um atleta mais híbrido, que cobre diversos espaços do campo e atua em várias faixas diferentes do gramado durante a partida.

Foto: Divulgação
O posicionamento vez o futebol de Melo florescer de vez no Palestra Itália. No momento, o "Verdão" é o time que acumula mais desarmes certos no torneio: foram 90 ao todo - nove a mais do que o São Bento, 2º colocado da lista, com 81. Felipe é o jogador que aplicou mais desarmes no Estadual até aqui: 18 vezes, contra 14 do lateral Marcos Rocha, também da equipe paulista.

O detalhe é que o "Pitbull" lidera essa lista sem nem sequer ter jogado todas as partidas do Paulistão, já que ficou de fora contra o Red Bull Brasil, pela 3ª rodada - na ocasião, jogou Thiago Santos, que é seu reserva direto na visão de Roger.

Os outros atletas que podem jogar como volantes no elenco palestrino são Bruno Henrique e Moisés. O primeiro vem entrando na etapa complementar das partidas com frequência, enquanto o segundo ainda aprimora a forma física - ele esteve em campo contra o Bragantino, mas não foi nem relacionado para o clássico contra o Santos, no último domingo.

FLAMENGO
O volante: Cuéllar
Os outros do meio-campo: Paquetá, Diego, Éverton Ribeiro
Quem fica no banco: Willian Arão, Rômulo, Jonas, Ronaldo, Jean Lucas

Após escalar reservas nas primeiras partidas do ano, o técnico Paulo César Carpegiani mostrou no último domingo, na vitória por 1 a 0 sobre o Nova Iguaçu, o time que pretende escalar na sequência do ano. E essa escalação possui apenas um volante: Cuéllar.

Na ideia do treinador, o colombiano será o único homem de proteção à defesa, enquanto Diego, Éverton Ribeiro e o dinâmico Paquetá forma o restante do meio-campo. Ou seja: atletas renomados, como Willian Arão e Rômulo, terão todos que concorrer por uma vaga.

"Não preciso de dois volantes para jogar. Tivemos um primeiro tempo muito bom, me satisfez plenamente. Time que jogou com velocidade, toque e rotação", definiu o técnico, logo após o triunfo de domingo, pelo Campeonato Carioca.

O problema para o comandante é que Cuéllar está suspenso para os dois primeiros jogos da Libertadores, enquanto Arão está lesionado. Com isso, ele terá que "quebrar a cabeça" para definir um substituto para o colombiano no início da competição continental.

CORINTHIANS
O volante: Gabriel
Os outros do meio-campo: Rodriguinho, Jadson
Quem fica no banco: Maycon, Jean, Warian, Mantuan, Paulo Roberto, Renê Jr, Camacho

Se no ano passado o Corinthians foi campeão brasileiro com uma dupla de volantes (Gabriel e Maycon), um meia (Rodriguinho) e Jadson e Romero abertos nas pontas, com Jô centralizado no ataque, o técnico Fábio Carille resolveu fazer uma mudança neste ano.

Neste início de temporada, o "Timão" vem jogando com apenas Gabriel de volante de contenção, com Rodriguinho e Jadson formando o resto do meio-campo. Romero e Clayson, teoricamente atacantes, ajudam a compor o setor pelos lados do campo.

Com isso, o Corinthians passou a atuar no 4-1-4-1. E se Gabriel segue se destacando na marcação, essa alteração fez o futebol de Jadson crescer novamente. Não à toa, ele é um dos grandes destaques do clube alvinegro até agora em 2018.

Resta saber quem Carille irá eleger como substituto direto do "cão-de-guarda" corintiano quando o volante estiver suspenso. Opções não faltam para o treinador, que costuma variar, usando Camacho ou o recém-contratado Renê Jr na reposição.

SÃO PAULO
O volante: Jucilei
Os outros do meio-campo: Petros, Nenê, Marcos Guilherme
Quem fica no banco: Hudson, Araruna

Após realizar um grande 2017, Jucilei segue com enorme moral pelos lados do Morumbi. Prova disso é que segue como titular absoluto de Dorival Jr nesta temporada como único volante, enquanto Petros realiza outras funções além da marcação no meio tricolor.

A fase de Jucilei é tão boa que Hudson, reintegrado ao time paulista após empréstimo ao Cruzeiro, não conseguiu sequer fazer um jogo na temporada, mesmo tendo atuando com destaque pela "Raposa" e conquistado o título da Copa do Brasil no ano passado.

O implacável marcador são-paulino é visto como ponto de equilíbrio de Dorival em seus planos de montar um time ofensivo neste ano, com jogadores como Marcos Guilherme, Nenê, Cueva e Diego Souza na frente, além dos jovens Brenner, Shaylon e Lucas Fernandes, entre outros garotos revelados em Cotia.

Quando Jucilei estiver suspenso, resta saber quem o treinador irá escalar como seu substituto. Hudson tem qualidade na saída de bola, mas não tem o mesmo poder de marcação do camisa 8. Já o garoto Araruna vinhas sendo improvisado como lateral e há tempos não atua como volante.


O problema para o comandante é que Cuéllar está suspenso para os dois primeiros jogos da Libertadores, enquanto Arão está lesionado.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget