Que esse Flamengo não amarele em 2018

ESPN FC: Por Marcos Almeida

É, meus queridos. Agora é Libertadores. Ainda tem um Fla-Flu, no sábado, em Cuiabá, realmente. Mas o time titular, aquele que vai a campo contra o River Plate, só na quarta-feira que vem. Com alguns espectadores a menos, no mesmo Engenhão. O que dá pra dizer? Pelo amor que há na Terra: pra cima deles, Flamengo!

Complicado ir além disso. Vimos verdades que não se ajudam. O Flamengo jogou bem, contra o pior time do campeonato. Aí não dá pra ter uma certeza, criar teoria, fazer qualquer tipo de proposta. Infelizmente, a estúpida maioria dos jogos do Estadual não permite concluir quase nada. Resta-nos esperar pela tão aguardada quarta-feira que vem.

Diego, de uniforme amarelo, comemorando gol com jogadores do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
Henrique Dourado fez o que sabe (espero que não queime a “sorte” em um pênalti tão insignificante como esse); enquanto começa a incomodar com o que não sabe. Diego Alves demonstrou segurança, em um jogo em que até eu seria seguro. Renê provou, de novo, que não pode ser titular. O problema é que, no ano passado, Trauco dava fortes indícios de que também não. Rodinei ganhou a vaga de Pará.

Jonas deve ser nosso titular na Libertadores. Contra o Madureira, bom desempenho. Firme, lúcido e pouco violento. Mas já concordamos, aqui: não tem como tomar o Cariocão como parâmetro. Aí nos lembramos do Jonas recebedor de cartão, que não deu certo no Mengo, não deu certo na Ponte, não deu certo no Coritiba... Jonas tem a confiança de Carpegiani. O discurso de Carpegiani agrada, a postura de Carpegiani agrada, a memória de Carpegiani agrada.

E Carpegiani não se lembra de ver o Flamengo de Zico, Júnior, Leandro e companhia jogando de amarelo. Nem contra o Madureira. A conclusão que deu pra tirar – integralmente – foi a mesma de outras tantas vezes: o Flamengo tem de jogar vestido de Flamengo.

Que esse Flamengo de 2018 faça como deve, que esse Flamengo não amarele. Que na quarta-feira que vem a gente comece a pintar o continente de rubro-negro.

A conclusão que deu pra tirar – integralmente – foi a mesma de outras tantas vezes: o Flamengo tem de jogar vestido de Flamengo.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget