Rômulo sente 'altitude' e Flamengo reserva perde para o Fluminense

UOL: No Fla-Flu de Cuiabá, o Fluminense deitou e rolou sobre o adversário. Com gols de Marcos Jr. (2), Pedro e Gilberto, os tricolores golearam por 4 a 0, não tomaram conhecimento do rival e engataram a oitava partida consecutiva sem derrota.

O triunfo foi construído à base de organização e entrosamento. Com um rival escalado com reservas, o Flu soube aproveitar seu conjunto e as fragilidades de um Flamengo que não chegou a esboçar que poderia reagir em momento algum.

O resultado enche o Flu de confiança para o confronto de quinta-feira diante do Avaí, no Nilton Santos, pela Copa do Brasil. O Fla, por sua vez, coloca os titulares em campo para a estreia na Copa Libertadores contra o River Plate, quarta-feira, também no estádio do Botafogo.

Léo Duarte em Flamengo x Fluminense - Foto: Lucas Merçon
Flu avassalador
O Fluminense não deu sequer tempo para o Flamengo respirar na Arena Pantanal, e começou a partida de maneira arrasadora. Logo no primeiro minuto de jogo, Marcos Jr. se aproveitou de uma bobeira de Romulo e Léo Duarte, que deixaram a bola sobrar limpa para o atacante. Na conclusão, chute cruzado sem chance para Diego Alves.

Com um time todo reserva, o Fla teve muita dificuldade para sair jogando e criar chances. Na melhor delas, Felipe Vizeu ajeitou bola de peito para Marlos Moreno, que acertou a trave de Júlio César.

 Passado o susto, o Flu voltou a mostrar a sua superioridade no clássico e, aos 17 minutos, Sornoza bateu escanteio, a bola resvalou em Trauco e Pedro, cara a cara com o goleiro do Fla, colocou para dentro. Melhor distribuído, o Flu não teve dificuldades para neutralizar um adversário que pouco produziu na primeira metade da partida. Tivesse caprichado um pouco amais na hora da conclusão, o volante Jadson ainda poderia ter ampliado após boa infiltração pelo lado esquerdo da defesa do Fla.

Mas a artilharia do Flu ainda tinha munição. Aos 42, Marcos Jr bateu quase à queima roupa, Diego Alves defendeu para frente, e Gilberto empurrou para marcar o seu terceiro gol e decretar a absoluta superioridade do Tricolor na etapa inicial.

Flu liquida
Com Jean Lucas na vaga de Romulo, e Geuvânio na de Marlos Moreno, o Fla voltou um pouco melhor distribuído em campo. Mas dada a vantagem, o Flu tratou de esperar o adversário para tentar o bote final.

E foi exatamente o que aconteceu. Em uma escapada pelo lado direito, Gilberto cruzou para Marcos Jr., atacante de 1,66m, subir sozinho e ampliar de cabeça. Com a porteira aberta, Abel lançou Robinho na vaga do artilheiro da tarde. Com espaços generosos, o só não ampliou graças a Diego Alves, que fez defesas em sequência em chutes de Pedro e Sornoza.

O último gol do Fluminense minou a pouca energia que ainda restava ao Rubro-negro, que sucumbiu diante de um time que mereceu a vitória do primeiro ao último minuto.

Artilheiro "animado"
Em fase goleadora, Marcos Jr. marcou o seu sétimo gol na temporada, marca já superior a de 2017, quando balançou a rede só quatro vezes. O gol do atacante foi festejado nas redes sociais do Flu, que publicaram um Gif animado com o ataque "Kamehameha", do desenho japonês Dragon Ball Z, que reproduz a comemoração do camisa 35.

Fecha a perna!
Acostumado a driblar os adversários, o jovem Vinicius Jr. provou do próprio veneno na Arena Pantanal. Em disputa de bola no primeiro tempo, o camisa 20 do Fla levou uma caneta do tricolor Gilberto, que ainda saiu jogando com autoridade.

Confusão
Quando o placar marcava 4 a 0 para o Fluminense, o tempo fechou na Arena Pantanal. Após chance perdida por Pedro, Marcos Jr. deu uma peitada em Thuler, que foi defendido por Léo Duarte. Após entrevero na área do Fla, o juiz Mauricio Machado Coelho Jr. deu cartão amarelo para o zagueiro do Fla e para o atacante do Flu.

Não lotou
O Fla-Flu saiu do Rio de Janeiro, desembarcou em Cuiabá, mas a rotina de estádios não lotados no Campeonato Carioca permaneceu igual. Com superioridade rubro-negra na arquibancada,  a arquibancada esteve muito longe de lotar com os 15.884 presentes.

Cuiabanos em festa 
O Fla-Flu em solo cuiabano foi uma boa possibilidade para os torcedores locais matarem as saudades de seu clube do coração. Já na saída do hotel do Fla, diversos rubro-negros foram prestigiar seus ídolos e aproveitaram para tirar uma casquinha.

Voando juntos
Independentemente do resultado, tricolores e rubro-negros dividiram o mesmo avião na ida e na volta. Com dificuldades para achar voos de carreira, a dupla Fla-Flu convenceu os organizadores da necessidade de fretar um avião.


Marcos Jr. se aproveitou de uma bobeira de Romulo e Léo Duarte, que deixaram a bola sobrar limpa para o atacante.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget