Análise: Como o Flamengo venceu (de novo) o Botafogo

GLOBO ESPORTE: Com gol de cabeça logo no início da partida – e direito a expulsão de Vinicius Junior perto do fim -, o Flamengo experimentou um jogo diferente na vitória nesta tarde de sábado sobre o Botafogo no estádio Nilton Santos. Diante de pouco mais de nove mil pessoas, foi segurando mais o Botafogo do que contra-atacando e buscando o segundo gol que o Rubro-Negro se reabilitou da goleada sofrida contra o Fluminense e voltou a vencer no Campeonato Carioca.

O 1 a 0 – gol de Rhodolfo - veio na bola parada de Diego para o zagueiro, que cabeceou impedido para isolar o Flamengo na liderança do grupo B – seis pontos - a três rodadas do fim da Taça Rio. O time volta a campo na quarta-feira, contra o Boavista, em Volta Redonda.

Everton em Flamengo x Botafogo - Foto: Gilvan de Souza
Com Rodinei no lugar de Pará e Rhodolfo no lugar de Juan, poupado, o Flamengo parecia que seria um time mais forte pelo setor direito de ataque. Mas o gol, aos três minutos, condicionou o restante da partida. O lateral-direito até participou mais do ataque, como é de sua característica, mas também foi alvo das investidas do Botafogo de Alberto Valentim.

Por ali, Rodrigo Pimpão, Valencia e Moisés chegaram mais de uma vez com perigo. Diego Alves precisou trabalhar quando o chileno invadiu a área, perseguido por Dourado, e chutou para o gol. Éverton Ribeiro e Diego se alternavam tentando ajudar o lateral, mas não era o suficiente.

Fla não consegue aproveitar desespero do Botafogo

No meio de campo, luz, muita disposição e criatividade ficaram a cargo, novamente, de Lucas Paquetá. O garoto arriscou lambreta, passou o pé por cima da bola e era um dos poucos que faziam passe vertical do lado da equipe de Carpegiani.

Fora a cobrança de falta na medida para o gol de Rhodolfo, Diego errou mais do que de costume – gerando até um contra-ataque perigoso. Talvez peso de início de temporada e do jogo forte da última quarta-feira no Nilton Santos. Éverton Ribeiro também não esteve bem.

A segunda etapa não foi muito diferente dos primeiros 45 minutos. Bem fechado, o Rubro-Negro não deixou o Botafogo ameaçar pelo chão. A melhor chance foi com Marcelo em cobrança de escanteio, mas Diego Alves, que falhou na última quarta-feira contra o River Plate, fez grande defesa.

No fim, com Felipe Vizeu e Vinicius Junior em campo – Dourado também apareceu pouco -, o Flamengo ensaiava alguma reação, mas a expulsão do garoto com menos de 10 minutos em campo estragou os planos de Carpegiani. Ainda assim, no desespero alvinegro, o Rubro-Negro teve chance nos pés de Diego. A demora em concluir – em dois lances consecutivos - tirou o perigo da jogada do Flamengo.

O lateral-direito até participou mais do ataque, como é de sua característica, mas também foi alvo das investidas do Botafogo de Alberto Valentim.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget