Assis diz que Ronaldinho escolheu o Flamengo: "Por mim, não ia"

O torcedor gremista se encheu de expectativa para vê-lo com a camisa tricolor, mas ele fechou com o Flamengo.

UOL: Assis foi taxado de ‘mercenário’ mais uma vez quando Ronaldinho Gaúcho voltou ao Brasil, em 2011. O torcedor gremista se encheu de expectativa para vê-lo com a camisa tricolor, mas ele fechou com o Flamengo. Assis foi crucificado pela traição, mas nunca quis Ronaldinho na Gávea.

“Nas opções que nós tínhamos, o Flamengo era a última escolha para mim, Roberto”, conta. 

“Mas o Ronaldo decidiu ir para o Flamengo pelo filho dele, que morava no Rio. Ele queria voltar ao Brasil, queria voltar ao Rio, estava pensando em outras coisas. E o Flamengo fez uma proposta bacana, entendeu? Estou falando que como escolha profissional não era a minha escolha”.

Ronaldinho - Foto: Celso Pupo / Fotoarena
Para ele, o momento estrutural do Flamengo sinalizava dificuldades futuras. 

“O clube vivia um momento complicado. Uma diretoria nova, toda uma história nova. O Palmeiras foi primeiro [a tentar contratar Ronaldinho], mas encontramos a Patrícia [Amorim, ex-presidente do Flamengo] numa churrascaria e ela brincou: ‘quem sabe o Flamengo?’ No dia em que ela assumiu, realmente nos procurou e a coisa começou”.

Bonde do Mengão sem freio

Ronaldinho chegou ao Flamengo cheio de pompas para integrar o “bonde do Mengão sem freio”. A empolgação na apresentação para 40 mil flamenguistas na Gávea logo se transformou em uma relação conturbada. Entre vaias e aplausos da torcida, Ronaldinho sofreu com salários atrasados e viveu um confronto com o técnico Vanderlei Luxemburgo.

“Do que a gente tinha combinado, nada se cumpriu. Ronaldinho chegou a ter seis meses de salário atrasado. O Flamengo falhou muito neste processo. E fica sempre culpando a Traffic (parceira da época), o que não é verdade. Estava lá e vi. O Flamengo tem muita culpa no que aconteceu”.

A passagem chegou ao final em meados de 2012, depois de 74 jogos e 28 gols. Da relação restou um processo na Justiça por salários e direitos de imagem atrasados. Em 2017, o Flamengo quitou os R$ 17 milhões que devia ao jogador.

Os problemas com Luxemburgo

Vanderlei Luxemburgo foi demitido do Flamengo em 2012 logo após classificar a equipe para a fase de grupos da Libertadores. O treinador sempre culpou Ronaldinho Gaúcho por sua saída da equipe carioca. A relação dos dois foi de constante atrito, com auge na pré-temporada daquele ano em Londrina: Luxemburgo acusou Ronaldinho de dormir com uma mulher no hotel. O jogador se justificou dizendo que errou de andar.

“Não tinha nenhuma relação com o Luxemburgo. Sou agente do atleta, não do treinador. Se eu falar o que penso dele... as pessoas sabem”.

A confusão teria feito Luxemburgo pedir a saída do jogador do Flamengo, algo que não foi aceito pela diretoria. Mais tarde, o clube usou a filmagem do hotel na defesa do processo trabalhista movido por Ronaldinho, de acordo com o “Estadão”.

“Aquela fita foi montada, uma sacanagem, e provamos isso. Então, sem palavras”.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget