Dourado e Renê são eleitos os piores de Fluminense x Flamengo

LANCE: Henrique Dourado reencontrou o Fluminense e não teve motivos para sorrir. O camisa 19 não teve uma boa atuação no empate em 1 a 1 na noite desta quinta-feira, no Nilton Santos. Além dele, o lateral-esquerdo Renê também ficou devendo na eliminação rubro-negra. Confira, a seguir, as avaliações do LANCE! (Notas por Lazlo Dalfovo - lazlodalfovo@lancenet.com.br)

5,5 - Diego Alves - Titubeou no lance do gol de Gum. De resto, fez defesas importantes quando exigido, em um gramado molhado.

5,0 - Rodinei - Teve liberdade no corredor e seu aproveitamento foi baixo. Em bom lance, chegou a optar por cavar pênalti.

6,5 - Réver - Retornou após lesão e foi importante na contenção. Seguro atrás, desperdiçou boa chance no ataque, em bola parada.

6,5 - Juan - Foi regular e bem na bola aérea. Não comprometeu, assim como o companheiro Réver.

Henrique Dourado em Flamengo x Fluminense - Foto: Gilvan de Souza
4,5 - Renê - Nitidamente inseguro quando passa a errar passes bobos. Foi o primeiro alvo da torcida, que não tardou a vaiá-lo. Saiu no intervalo.

6,5 - Jonas - Responsável por segurar as pontas no meio, cumpriu bem a função, embora tenha sido menos participativo na saída. Boas cabeçadas.

6,5 - Diego - Cérebro do time, o camisa 10 não ditou o ritmo como deveria para tirar a desvantagem. Apresentou-se bem à frente.

6,5 - Lucas Paquetá - Se não foi o destaque como em partidas anteriores, ao menos buscou sair da obviedade do meio. Sem brilho desta vez.

5,0 - Éverton Ribeiro - Protagonizou bons lances, sobretudo no início, pela direita, porém, esteve inconstante em boa parte do jogo. Foi mal.

7,0 - Everton - Apagado no início, virou lateral na segunda etapa e cresceu. Acertou um canudo e marcou um golaço, que deu nova cara ao jogo.

4,5 - Henrique Dourado - Apesar de muita briga, ainda deve demais tecnicamente e não faz a engrenagem ofensiva fluir. Perdeu boa chance.

6,5 - Vinicius Júnior - Como de praxe, arriscou jogadas individuais pela esquerda e trouxe emoção à partida. Oscilou ao longo do segundo tempo.

6,0 - Cuéllar - Entrou para dar suporte a Jonas e fez bem o que se pediu. Jogou poucos minutos do clássico.

6,0 - Felipe Vizeu - Acionado na vaga de Dourado, restando poucos minutos, e não teve chance para brigar pela titularidade.

5,5 - Paulo César Carpegiani - O Flamengo teve volume em boa parte, porém pecou na bola aéreo e em contra-ataques. Seu time pode pode criar com mais naturalidade.

Apesar de muita briga, ainda deve demais tecnicamente e não faz a engrenagem ofensiva fluir. Perdeu boa chance.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget