Eduardo pode ser motivo para renúncia de Lomba do Flamengo

COLUNA DO FLAMENGO: Desde que o Flamengo foi eliminado do Campeonato Carioca pelo Botafogo, os bastidores na Gávea estão fervilhando. O que no começo aparentava ser um fortalecimento político do Vice-Presidente de Futebol Ricardo Lomba, que fez algumas mudanças dentro do clube, se transformou em uma situação incômoda a todos, principalmente para o VP. Tudo porque o Presidente Eduardo Bandeira de Mello travou o restante das alterações que Lomba ainda pretendia fazer e reassumiu o poder do futebol rubro-negro.

O jornalista Mauro Cezar Pereira trouxe informações sobre os bastidores do Fla, no programa Bate Bola na Veia, da ESPN. Segundo o repórter, o cenário dentro do Mais Querido é o mais assustador possível, devido à atitude de Bandeira que tem dificuldades de tomar decisões duras.

Ricardo Lomba e Eduardo Bandeira no Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
— O cenário nos bastidores do futebol do Flamengo é o mais assustador possível para o torcedor. Todos sabem que o Presidente do Flamengo tem uma dificuldade crônica em tomar decisões duras. Decisões duras que eu falo é: Uma demissão, um afastamento, uma cobrança mais enérgica em cima de um profissional, que são situações extremamente naturais no ambiente profissional, assim como elas são promovidas quando vão muito bem. Ele tem essa dificuldade e nunca conseguiu fazer isso. Desde que começou a comandar o futebol, quando o ex-VP de futebol, Flávio Godinho, se afastou por questões pessoais, ele (Bandeira de Mello) assumiu o comando do futebol, junto com o Fred Luz, que é o CEO do clube. Quando o Ricardo Lomba deu aquela entrevista forte, dizendo que alguma coisa deveria ser feita e em seguida cobrou as demissões – que aconteceram -, os dois ficaram em confronto —, informou Mauro.

Apesar de ambos serem do mesmo grupo político, o jornalista revelou que o grupo de associados Sócios pelo Flamengo está do lado do vice-presidente e não do mandatário do Mengão. Mauro ainda deu mais uma informação: Bandeira não engoliu a pressão sofrida por Lomba e outros VPs.

— O Ricardo Lomba carrega com ele o SóFLA, que é um grupo político que dá um suporte ao Bandeira de Mello na presidência, que é um ano eleitoral, e esse grupo está junto com Lomba, não está com o Bandeira de Mello, embora os dois participem do grupo. Assim como os vice-presidentes pressionaram por mudanças e Lomba brigou por elas, mas o Bandeira não aceitou, não engoliu —, disse ele.

O repórter ainda anunciou que Carlos Noval está muito próximo de assumir o lugar que fora de Rodrigo Caetano, no entanto, a escolha pelo novo profissional foi de Bandeira e Fred Luz, o que tira o poder de decisão que aparentava que Ricardo Lomba tivesse adquirido. O jornalista aproveitou para comunicar que, caso a situação se mantenha da forma como está, Lomba deve renunciar ao cargo de Vice-Presidente de Futebol.

— A tendência é que Carlos Noval seja o novo diretor de executivo por escolha dos dois (Bandeira e Fred Luz), ou seja, os dois estão escolhendo quem ficará no lugar de Rodrigo Caetano e participarão da escolha do treinador e a permanência de Bandeira e Fred Luz na frente do futebol deverá significar a saída do Ricardo Lomba, a tendência é que acabe saindo. Se ele não tiver poder depois de tudo que ele falou e das decisões tomadas, ele vai ter que sair, ele terá que renunciar, e é possível que renunciem vice-presidentes, que já ameaçaram fazê-lo, e esse grupo político deve ficar ao lado de Lomba e não do Bandeira de Mello, que fica cada vez mais isolado politicamente, cada vez menos relevante no cenário eleitoral que se aproxima, mas não larga o osso e a tendência é que, caso o Lomba fique fora do eixo da decisão, ele renuncie —, informou o repórter.

Mauro concluiu noticiando que Bandeira de Mello deseja ter o comando do futebol, não perdendo a influência nas decisões tomadas na esfera futebolística, embora, segundo o comentarista, o presidente não tenha qualificação para isso.

— Ele quer ficar à frente do futebol, ele quer ter influência no futebol, embora, comprovadamente, não tenha qualificação para isso, pois não entende nada de futebol e isso já ficou mais do que provado. É um cenário muito preocupante, porque essa linha de comando, comprovadamente, não funciona, é o que aponta na direção de um time acomodado, preguiçoso… não resolve. O Flamengo precisava de um choque, de uma mudança de mentalidade, uma mudança de comportamento, de comprometimento maior e de uma maior indignação com o fracasso, de não aceitar a derrota, cobrança entre as próprias pessoas que lá trabalham e a tendência é que isso não aconteça —, concluiu o jornalista.

Bandeira de Mello deseja ter o comando do futebol, não perdendo a influência nas decisões tomadas na esfera futebolística.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget